IDENTIDADE E DIVERSIDADE NA (DES)CONSTRUÇÃO CULTURAL DE GÊNERO

Osmar Veronese, Gustavo Wohlfahrt Bohnenberger

Resumo


Diversidade, identidade e diferença tornaram-se, nos últimos anos, temas centrais em sociedades multiculturais que buscam acentuar o caráter pluricultural da humanidade e requalificar o sentido de inúmeras experiências, em oposição à intolerância e à tentativa de homogeneização da vida social. O enfoque deste trabalho é apresentar uma reflexão sobre a relação entre gênero e identidade, a partir de referências culturais que estão difusas nos grupos sociais em que os sujeitos estão inseridos, sobretudo num cenário marcado por práticas que violam o princípio da dignidade humana, buscando, nesse sentido, evidenciar o lugar da identidade na sociedade pluralista.


Palavras-chave


diversidade; gênero; identidade; multiculturalismo.

Texto completo:

PDF

Referências


ANGELIN, Rosângela; MADERS, Angelita Maria. A construção da equidade nas relações de gênero no ordenamento jurídico brasileiro: avanços e desafios. In: COPETTI, André Leonardo; DEL’OMO, Florisbal de Souza [Orgs.]. Diálogo e entendimento: direito e multiculturalismo & cidadania e novas formas de solução de conflitos. Volume 2. 2010.

BAUMAN, Zygmunt. Identidade: entrevista a Benedeto Vecchi. Tradução, Carlos Alberto Medeiros. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 2005.

_________. Comunidade. A busca por segurança no mundo atual. Tradução de Plínio Dentzien. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Editor, 2003.

BITTAR, Eduardo Carlos Bianca. Reconhecimento e direito à diferença: teoria crítica, diversidade e a cultura dos direitos humanos. 2009. Disponível em: . Acesso em 17 de Julho de 2016.

BOURDIEU, Pierre. A dominação da masculinidade. In: Revista Educação e Realidade, São Paulo: UNICAMP, n. 20, v. 2, p. 133-184, jul./dez., 1995.

CASTELLS, Manuel. A Era da Informação: Economia, Sociedade e Cultura – O Poder da Identidade. Vol.II. São Paulo: Paz e Terra, 1999.

_________. O poder da identidade. São Paulo: Paz e Terra, 2002.

FERNANDES, Bernardo Gonçalves. Curso de Direito Constitucional. 3. ed. Rio de Janeiro: Lumen Juris, 2011.

FOUCAULT, Michael. História da Sexualidade I: A Vontade de Saber. Rio de Janeiro: Graal, 1993.

GARCIA, Sandra Mara. Conhecer os homens a partir do gênero e para além do gênero. In: Homens e masculinidades: outras palavras. São Paulo: Editora 34, 2001.

GOUVEIA, Flávia. O posto do oposto: há uma crise dos gêneros na contemporaneidade?. Revista Luz - CPFL Cultura, 10 fev. 2010.

HALL, Stuart. Identidade Cultural na Pós-Modernidade. São Paulo: DP&AEDITORA, 2006.

HONNETH, Axel. Luta por reconhecimento: a gramática moral dos conflitos sociais. São Paulo: ed. 34. 2003.

LOURO, Guacira Lopes. Gênero, sexualidade e educação. 7ª ed. Petrópolis: Vozes, 2004.

_________. Gênero, sexualidade e educação: uma perspectiva pós-estruturalista. 15ª ed. Petrópolis: Vozes, 2013.

_________. Um corpo estranho: ensaios sobre sexualidade e teoria queer. Belo Horizonte: Autêntica, 2004.

MADERS, Angelita Maria; WEBER, Ana Laura. Identidade(s): Uma Reflexão diacrônica acerca de suas diversas concepções. In: GIMENEZ, Charlise Paula Colet; LYRA, José Francisco Dias da Costa (Orgs). Diálogo e entendimento: direito e multiculturalismo & políticas de cidadania e resolução de conflito. Tomo 7. Campinas, SP: Millennium Editora, 2016.

MISKOLCI, Richard. A Teoria Queer e a Sociologia: o desafio de uma analítica da normalização. Sociologias, Porto Alegre, v. 11, n. 21, p. 150-182, jan./jun. 2009.

MONTIEL, Edgar. A nova ordem simbólica: a diversidade cultural na era da globalização. In: SIDEKUM, Antônio (org.). Alteridade e Multiculturalismo. Ijuí: Editora Unijuí, 2003.

NOLASCO, Socrates. O mito da masculinidade. Rio de Janeiro: Rocco, 1995.

PEDRO, Jesús Pietro de. Direitos Culturais, o filho pródigo dos direitos humanos. In: Revista Observatório Itaú Cultural / OIC – n. 11 (jan./abr. 2011). São Paulo, SP: Itaú Cultural, 2011.

RUIZ, Castor M. M. Bartolomé. O (ab)uso da tolerância na produção de subjetividades flexíveis. In: SIDEKUM, Antônio (org.). Alteridade e Multiculturalismo. Ijuí: Editora Unijuí,

SAFFIOTI, Helieteth Iara Bongiovani. Gênero, patriarcado, violência. São Paulo: Fundação Perseu Abramo, 2004.

SANTOS, André Leonardo Copetti; LUCAS, Doglas Cesar. A (in)diferença no Direito. Porto Alegre. Livraria do Advogado, 2015.

SANTOS, Boaventura de Sousa. Direitos Humanos: o desafio da interculturalidade. In: Revista de Direitos Humanos, Brasília, n. 2, p. 10-18, jun. 2009. Disponível em: . Acesso em: 14 mar. 2015

SCOTT, Joan. Gênero: uma categoria útil de análise histórica. Educação e Realidade, v.15, n. 2, 1990.

SILVA, Tomaz Tadeu. A produção social da identidade e da diferença. In: SILVA, Tomaz Tadeu (org. e trad.). Identidade e diferença: a perspectiva dos estudos culturais. Petrópolis: Vozes, 2000. p. 73-102.

_______. Identidade e Diferença: a perspectiva dos estudos culturais / Tomaz Tadeu da Silva (org.). Stuart Hall, Kathryn Woodward. 9.ed – Petrópolis, RJ: Vozes, 2009.

TAYLOR, Charles. A política do reconhecimento. In: TAYLOR, Charles (Org.). Multiculturalismo: examinando a política de reconhecimento. Lisboa: Instituto Piaget, 1994.

_________. Multiculturalismo: examinando a política de reconhecimento. Lisboa, Piaget: 1998.

TOURAINE, Alain. Igualdade e Diversidade: o sujeito democrático. São Paulo: EDUSC, 1998.

TREVISAM, João Silvério. O masculino nos tempos contemporâneos. In: Revista Eletrônica Luz, 2010.

WERLE, Denílson Luis. Lutas por reconhecimento e justificação da normatividade. (Rawls, Taylor e Habermas). Tese apresentada no Departamento de Filosofia da USP para a obtenção do título de Doutor. São Paulo, 2004.

WOODWARD, Kathryn. Identidade e diferença: uma introdução teórica e conceitual. Petrópolis: Vozes, 2000.

WOODWARD, Kathryn. Identidade e diferença: uma introdução teórica e conceitual. In: SILVA, Tomaz Tadeu da (org.). Identidade e diferença. A perspectiva dos estudos culturais. 15. ed. Rio de Janeiro: Editora Vozes, 2014.




DOI: http://dx.doi.org/10.35356/argumenta.v0i30.1513

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2019 Argumenta Journal Law

 A Revista Argumenta está cadastrada nos diretórios e indexada nas bases que seguem:
DOAJ DRJILivre! Proquest EBSCO  DIADORIM IBICT LAINDEX

 

ARGUMENTA JOURNAL LAW

Programa de Pós-Graduação em Ciência Jurídica

E-mail : argumenta@uenp.edu.br
Telefone/fax 4335258953
Horário de atendimento de segunda-feira à sexta-feira 14 às 17h e das 19 às 23h e nos sábados das 08 até 12h
Endereço: Av. Manoel Ribas, 711 - 1º andar
Jacarezinho PR - 86400-000 - Brasil