TRANSPLANTE DE CÉLULAS TRONCO EMBRIONÁRIAS

Maria Natalina da COSTA

Resumo


O presente trabalho procura discutir a questão do transplante de células tronco, focando mais precisamente sobre as células embrionárias fertilizadas in vitro. Esse assunto é tema atualíssimo e controverso, causador de discussão entre vários seguimentos da sociedade, destacando-se nos campos político, religioso, científico, ético e filosófico. Há que se considerar também a falta de normas mais específicas para tutelar o direito dessas células embrionárias, também denominadas de embrião fertilizado in vitro.


Texto completo:

PDF

Referências


ALARCÓN, Pietro de J. L. Patrimônio Genético Humano e sua proteção na Constituição Federal de 1988. São Paulo: Método, 2004.

BOLZAN, Alejandro D. Reprodução assistida e dignidade humana.(Tradução : PARO, Marisa do Nascimento), São Paulo: Paulinas, 1998.

BREGA, Vladimir F. DIREITOS FUNAMENTAIS na Constituição de 1988 Conteúdo Jurídico das Expressões. São Paulo: Juarez de Oliveira, 2002.

DIAS, Rebeca F. Crise da modernidade: reprodução assistida a partir de uma análise biopolítica. (org. FONSECA, Marcelo Ricardo. Crítica da modernidade diálogos com o direito). Florianópolis: Fundação Boiteux, 2005.

GIOSTRI, Hildegard T. Responsabilidade Médica: As obrigações de meio e de resultado: avaliação, uso e adequação. Curitiba: Juruá, 2001.

GOMES, Delci. Células-tronco embrionárias: implicações bioéticas e jurídicas. Disponível . Acesso em 03 de abril de 2010.

JONES, Steve. A ilha de Darwin: Galápagos em um jardim na Inglaterra.Tradução de Janaína Castilho. Rio de Janeiro-São Paulo: Record, 2009.

MARQUES, Erickson Gavazza. É constitucional pesquisar células-tronco a partir de embriões. Disponível em . Acesso em 15 de fevereiro de 2010

MOSER, Antonio. Biotecnologia e Bioética Para onde vamos Petrópolis: RJ: Vozes, 2004.

POSNER, Richard A. Para além do direito.Tradução de Evandro Pereira e Silva.São Paulo: WMF Martins Fontes, 2009.

REDE GLOBO. Para ser congelado após a morte, gasta-se até R$ 52 mil.

Disponível em < http://fantastico.globo.com/Jornalismo/FANT/0,MUL1595220-15605,00.html>. Acesso em 02 de fevereiro de 2010.

REDE GLOBO. Polêmico criador de célula artificial era mau aluno na escola. Disponível em . Acesso em 24 de maio de 2010.

REVISTA VEJA. ABRIL/2010, A ética da vida e da morte. Disponível em . Acesso em 25 de maio de 2010.

ROCHA, Carmen Lucia Antunes. O direito à vida digna. Belo Horizonte: Fórum, 2004.

SINGER, Peter. Ética Prática. 3.ed.. São Paulo:. Martins Fontes, 2006.

SOUZA, Paulo Vinicius Sporleder de. A criminalidade genética. São Paulo: Revista dos Tribunais, 2001.

XUE Xinran, O pecado original de nascer mulher. Disponível em . Acesso em 21 de maio de 2010.




DOI: http://dx.doi.org/10.35356/argumenta.v14i14.193

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2014 Revista Argumenta

 A Revista Argumenta está cadastrada nos diretórios e indexada nas bases que seguem:
DOAJ DRJILivre! Proquest EBSCO  DIADORIM IBICT LAINDEX

 

ARGUMENTA JOURNAL LAW

Programa de Pós-Graduação em Ciência Jurídica

E-mail : argumenta@uenp.edu.br
Telefone/fax 4335258953
Horário de atendimento de segunda-feira à sexta-feira 14 às 17h e das 19 às 23h e nos sábados das 08 até 12h
Endereço: Av. Manoel Ribas, 711 - 1º andar
Jacarezinho PR - 86400-000 - Brasil