DA GLOBALIZAÇÃO AO COSMOPOLITISMO, AS MUDANÇAS NA SOCIEDADE MUNDIAL E O PERCURSO DO DIREITO INTERNACIONAL RÍGIDO

Tiago Meyer Mendes, Eduardo Meyer Mendes

Resumo


O presente artigo analisa desde a globalização até a sua mudança de pensamento com o cosmopolitismo, ademais permeia as questões da sociedade mundial em sua constante variação e suas expectativas cognitivas, ainda avalia como o sistema jurídico, principalmente internacional, situa-se neste mundo de complexidades, bem como, sua importância. Destaca como ocorreu a o nascimento da globalização e seu desenvolvimento, em linhas gerais, através da história, assim como o cosmopolitismo. Analisa as mudanças e anseios desta sociedade universalizada, fruto de uma cultura universalizante e cada vez mais hegemônica com pouco espaço para as alteridades. Percebem-se, ainda, as transformações do direito para a concepção de um direito internacional rígido, o qual vem instaurando-se no mundo para que possa haver alguma forma de garantismo, e, as relações internacionais não permaneçam em um limbo de poder entre os Estados e transnacionais que detém o poder econômico.

Palavras-chave


Globalização; Cosmopolitismo; Sociedade internacional; Direito internacional.

Texto completo:

PDF

Referências


BAUMAN, Zygmunt. Globalização. As consequências humanas. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 1999.

_____. Vida a crédito: conversas com Citlali Reviroza-Madrazo; tradução Alexandre Wernek. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Ed., 2010b.

BAUMAN, Zygmunt e MAY, Tim. Capitalismo parasitário: e outros temas contemporâneos; tradução Eliana Aguiar. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Ed., 2010.

BEDIN, Gilmar Antonio. A Idade Média e o Nascimento do Estado Moderno: Aspectos Históricos e Teóricos. Ijuí: Unijuí, 2008.

BENHABIB, Seyla. The Rights of Others: Aliens, Residents, and Citizens. The Seeley Lectures Series, Book V, Cambridge University Press, Cambridge, CBS, UK, 2004

BRUM, Argemiro Luis; BEDIN, Gilmar Antonio; PEDROSO, Márcia Naiar Cerdote. A globalização, o declínio da soberania do Estado e a crise ecoômica de 2007/2008: a necessidade de criação de um sistema de governança econômica global. Revista Direitos Humanos e democracia, Ano 1, n.1, jan/jun 2013, Programa Pós-Graduação Stricto Sensu em Direito da Unijuí. Ijuí: Editora Unijuí, 2013. pp. 229-249.

CAMPILONGO, Celso Fernandes. O direito na sociedade complexa. São Paulo: Max Limonad, 2000.

CANCLINI, Néstor García. Culturas híbridas. Estratégias para entrar e sair da modernidade. Trad. Ana Regina Lessa; Heloísa P. Cintrão. São Paulo: Edusp, 2013.

CARVALHAIS, Isabel Estrada. Os desafios da cidadania pós-nacional. Porto: Edições Afrontamento, 2004.

COPETTI NETO, Alfredo. Uma perspectiva garantista do liberalismo e da democracia – Marcos históricos e possibilidades contemporâneas edificados a partir de Principia Iuris. In: Tulio Vianna; Felipe Machado. (Org.). Garantismo Penal no Brasil - Estudos em Homenagem a Luigi Ferrajoli. 1ª ed. Belo Horizonte: Fórum, 2013.

CORRÊA, Darcísio. A construção da cidadania. 3. ed. Ijuí: Unijuí, 2002.

DELMAS-MARTY, Mireille. Três desafios para um direito mundial. Tradução Fauzi Hassan Choukr. Rio de Janeiro: Editora Lúmen Júris, 2003.

DUARTE, André. Vidas em Risco: Crítica do presente em Heidegger, Arendt e Foucault. Rio de Janeiro. Forense Universitária. 2010

ELLIOT, Anthony; LEMERT, Charles. The new individualism: the emotional cost of globalization, Londres, Routledge, 2009.

ELLIOT, Anthony. The routledge companion to social theory. Londres, Routledge, 2010.

FERRAJOLI, Luigi. Principia iuris: Teoria del derecho y de la democracia.Madrid: Editorial Trota, 2011.

FRIEDEN, Jeffry A. Capitalismo global: história econômica e política do século XX. Tradução de Vivian Mannheimer. Rio de Janeiro: Jorge Zahar. 2008.

GIDDENS, Anthony. A constituição da sociedade. São Paulo: Martins Fontes, 1989.

GREENSPAN, Alan. O mapa e o território: risco, natureza humana e o futuro das previsões. Trad. André Fontenelle e Otacílio Nunes. São Paulo: Portfólio-Penguin, 2013.

HAYDEN, Patrick. Kant, Held e os imperativos da política cosmopolita. In: Revista Impulso, Ed.: 16 (38). Piracicaba. 2004. p. 83-94.

HELD, David. Cosmopolitanism: ideas, realities and deficits. In: HELD, David. And McGREW, Anthony. Governing Globalization: power, authority and global governance. Cambridge: Polity Press, 2002.

HOBBES, Thomas. Leviatã. Ed. Martin Claret, São Paulo, 2006.

KANT, Immanuel. À paz perpétua. Trad. de Marcos Zingano. Porto Alegre: L&PM, 2008.

______. Idéia de uma história universal de um ponto de vista cosmopolita. Trad. Ricardo Terra e Rodrigo Naves. São Paulo: Brasiliense, 1986.

LATOUCHE, Serge. Pequeno tratado do decrescimento sereno. Lisboa: Edições 70, 2012.

LINKLATER, Andrew. The Problem of Harm in World Politics: Theoretical Investigations. Cambridge University Press, Cambridge, CBS, UK, 2011.

LINKLATER, Andrew. The question of the next State in international relations theory – a critical-theorical point of view. In: International Relations, volume IV, Florence, KY, USA: Routledge, 2000.

MARSHALL, T. H. Cidadania, Classe Social e Status. Rio de Janeiro, Zahar, 1967.

MARX, Karl. O Capital. Crítica da economia política. Livro 1. São Paulo: Difel, 1979.

MARTÍNEZ, Alejandro Rosillo. Civilización de la pobreza y derechos humanos: más Allá de la modernidad capitalista. In: MARTÍNEZ, Alejandro Rosillo (Org.). Derechos humanos, pensamiento crítico y pluralismo jurídico. Ciudade de México: Universidad Autônoma de San Potosí, Departamento de publicaciones, 2008.

MARTÍNEZ, José Maria Seco. Globalización: El Nirvana del Viejo Orden Burguês. In: Direitos humanos e globalização: fundamentos e possibilidades desde a teoria crítica / org. David Sánchez Rúbio, Joaquín Herrera Flores, Salo de Carvalho. – 2. ed. Porto Alegre : EDIPUCRS, 2010. p. 150 – 168.

MORIKAWA, Márcia Mieko. Direitos do homem e cidadania: ser homem ou ser cidadão? – os dois tempos de uma anunciada “cidadania global”. In: Direito internacional: perspectivas contemporâneas. GOMES, Fabio Luiz (Org.). São Paulo: Saraiva, 2010. P.265-290.

MORIN, Edgar. NAÏR, Sami. Uma Política de Civilização, Instituto Piaget – Coleção Economia e Política, 1997.

NEVES, Marcelo. Transconstitucionalismo. São Paulo: Martins Fontes, 2009.

PIOVESAN, Flávia. Direitos humanos: desafios e perspectivas contemporâneas. In: Desafios do direito internacional no século XXI. GOMES, Eduardo; REIS, Tarcísio (Orgs.). Ijuí: Unijuí, 2007.

PIOVESAN, Flávia. Direitos humanos e justiça internacional: um estudo comparativo dos sistemas regionais europeu, interamericano e africano. 5ª ed. São Paulo: Saraiva, 2014.

SOUSA, Mônica Teresa Costa. Cidadania universal e identidade nacional em tempos de globalização: resistindo a um arrastão global. In: Cidadania novos temas velhos desafios. SOUSA, Mônica Teresa Costa; LOUREIRO. Patrícia (Org.). Ijuí: Unijuí, 2009. P. 155-175.

STIGLITZ, Joseph E. A globalização e seus malefícios. São Paulo: Futura Editora, 2002.

STIGLITZ, Joseph E. Livre mercado para todos. São Paulo: Campus Editora, 2006.

TRINDADE, Antônio Augusto Cançado. A humanização do Direito Internacional. Belo Horizonte: Del Rey, 2006.

TRINDADE, Luciano José. À paz perpétua de Kant e a sociedade internacional contemporânea. Ijuí: Unijuí, 2010.

WOLKMER, Antonio Carlos. Mundialización cultural, pluralismo jurídico y derechos humanos. In: MARTÍNEZ, Alejandro Rosillo (Org.). Derechos humanos, pensamiento crítico y pluralismo jurídico. Ciudade de México: Universidad Autônoma de San Potosí, Departamento de publicaciones, 2008.

ZIZEK, Slavoj. Vivendo no fim dos tempos. Trad. Maria Beatriz de Medina. São Paulo: Boitempo Editorial. 2014.




DOI: http://dx.doi.org/10.35356/argumenta.v0i22.569

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2015 Revista Argumenta

 A Revista Argumenta está cadastrada nos diretórios e indexada nas bases que seguem:
DOAJ DRJILivre! Proquest EBSCO  DIADORIM IBICT LAINDEX

 

ARGUMENTA JOURNAL LAW

Programa de Pós-Graduação em Ciência Jurídica

E-mail : argumenta@uenp.edu.br
Telefone/fax 4335258953
Horário de atendimento de segunda-feira à sexta-feira 14 às 17h e das 19 às 23h e nos sábados das 08 até 12h
Endereço: Av. Manoel Ribas, 711 - 1º andar
Jacarezinho PR - 86400-000 - Brasil