O PODER LOCAL NA FEDERAÇÃO BRASILEIRA

Janaína Rigo Santin, Bruno Nogueira Rodigheri

Resumo


O comportamento histórico dos personagens políticos nos núcleos locais de poder é parte fundamental da arquitetura da federação brasileira. Desde o Brasil imperial até a República consagrada pela Constituição de 1988, faz-se inescusável a exploração das relações entre os governos centrais e governos regionais, em suas diferentes formas. Características próprias do expediente político na primeira república são perceptíveis na formação do pensamento político brasileiro, e sua influência na forma federativa de Estado. Uma compressão consistente do federalismo adotado pela Constituição passa por um estudo histórico da federação brasileira, em especial, da participação regionalizada de sua construção.


Palavras-chave


Descentralização; Pacto federativo; Poder local.

Texto completo:

PDF

Referências


BONAVIDES, Paulo. A constituinte de 1987-1988 e a restauração do Estado de Direito. In: CANOTILHO, J.J. Gomes; MENDES, Gilmar F.; SARLET, Ingo W.; STRECK, Lenio L. (Coords.). Comentários à Constituição do Brasil. São Paulo: Saraiva/Almedina, 2013.

BRANCO, Paulo Gustavo Gonet; MENDES, Gilmar Ferreira. Curso de Direito Constitucional. 9. ed. rev. e atual. São Paulo: Saraiva, 2014.

BRITTO, Luiz Navarro de. Política e espaço regional. São Paulo: Nobel, 1986.

CAVALCANTI, Amaro. Regime Federativo e a República Brasileira. Rio de Janeiro: Imprensa Nacional, 1900.

COLUSSI, Eliane Lúcia. Estado Novo e municipalismo gaúcho. Passo Fundo: Ediupf, 1996.

DOLHNIKOFF, Miriam. O Pacto Imperial: origens do federalismo no Brasil. 1. ed. São Paulo: Globo, 2005.

FAORO, Raymundo. Os donos do poder: formação do patronato político brasileiro. 10. ed. São Paulo: Globo, 1995.

FAUSTO, Boris, et al. O Brasil republicano: estrutura de poder e economia. 8. ed. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil Ltda., 2008. – (História geral da civilização brasileira; t. 3; v. 8)

FAUSTO, Boris, et al. O Brasil republicano: sociedade e instituições (1889-1930). 8. ed. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil Ltda., 2006. – (História geral da civilização brasileira; t. 3; v. 9)

HOLANDA, Sérgio Buarque de, et al. O Brasil monárquico: do Império à República. 8. ed. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil Ltda., 2005. – (História geral da civilização brasileira; t. 2; v.7)

LEAL, Victor Nunes. Coronelismo, enxada e voto: o município e o regime representativo no Brasil. São Paulo: Alfa-Ômega, 1975.

LESSA, Renato. A invenção republicana: Campos Sales, as bases e a decadência da Primeira República. Rio de Janeiro: Topbooks, 1999.

MATTIA, Ricardo Quinto; SANTIN, Janaína R.; O Poder Local e o Princípio Constitucional da Participação. Revista Novos Estudos Jurídicos, Itajaí. v. 13, p. 177-203, jul-dez 2008.

MELO FILHO, Urbano Vitalino de. Perspectivas dos Municípios na Federação Brasileira. In: BASTOS, Evandro de Castro; BORGES JR., Odilon (coords.). Novos rumos da autonomia municipal. São Paulo: Max Limonad, 2000.

MEYER-PFLUG, Samantha Ribeiro; COUTO, Monica Bonetti. O Federalismo Brasileiro. In: RAMOS, Dircêo Torrecillas. O Federalista Atual: teoria do federalismo. Belo Horizonte: Arraes, 2013. p. 491-500.

MEIRELLES, Hely Lopes. Direito Municipal Brasileiro. 17. ed. São Paulo: Malheiros Editores, 2014.

MOREIRA NETO, Diogo de Figueiredo Moreira. Curso de Direito Administrativo. 16ª ed. Rio de Janeiro: Forense, 2014.

NEVES, Margarida de Souza. Os cenários da República. O Brasil na virada do século XIX para o século XX. In: DELGADO, Lucilia de Almeida Neves; FERREIRA, Jorge (org.). O tempo do liberalismo excludente: da Proclamação da República à Revolução de 1930. 2. ed. Rio de Janeiro: Civilização brasileira, 2006. – (O Brasil republicano; v.1).

RESENDE, Maria Efigênia Lage de. O processo político na Primeira República e o liberalismo oligárquico. In: DELGADO, Lucilia de Almeida Neves; FERREIRA, Jorge (org.). O tempo do liberalismo excludente: da Proclamação da República à Revolução de 1930. 2. ed. Rio de Janeiro: Civilização brasileira, 2006. – (O Brasil republicano; v.1).

ROCHA, Leonel Severo. A Democracia em Rui Barbosa: O Projeto Político Liberal-Racional. Rio de Janeiro: Editoda Liber Juris Ltda., 1995.

ROCHA, Leonel Severo. Do “juridicismo” à Democracia Conservadora na interpretação da Constituição de 1891. Revista Justiça do Direito, Passo Fundo. v. 20, p. 84-99, 2006.

ROCHA, Maria Elisabeth Guimarães Teixeira; BASTOS, Romeu Cota Ribeiro. Da Confederação à Federação. A trajetória da Fundação dos Estados Unidos da América. In: RAMOS, Dircêo Torrecillas. O Federalista Atual: teoria do federalismo. Belo Horizonte: Arraes, 2013. p. 46-59

SALES, Manoel Ferraz de Campos. Da propaganda à presidência. Brasília: UnB, 1983.

SANTIN, Janaína Rigo; BITENCOURT, Jean Carlos Menegaz. Pacto Federativo e Autonomia Municipal. Revista Debates e Tendências, Passo Fundo, v. 15, n. 1, jan./jun. 2015, p. 101-113. Disponível em: http://seer.upf.br/index.php/rhdt/article/view/5279/3428. Acesso em 11 nov. 2016.

SIMON, Pedro. Reage, Rio Grande: por um novo pacto federativo. Brasília: Senado Federal, 2006.

SODRÉ, Nelson Werneck. Formação histórica do Brasil. 10. ed. Rio de Janeiro: Civilização brasileira, 1979.

SOUZA, Jessé. A modernização seletiva: Uma reinterpretação do dilema brasileiro. Brasília: Editora Universidade de Brasília, 2000.

STRECK, Lenio Luiz; MORAIS, José Luis Bolzan de. Ciência política e teoria do estado. 6. ed. Porto Alegre: Livraria do Advogado, 2008.

VIANNA, Oliveira. Populações meridionais do Brasil. Brasília: Senado Federal, Conselho Editorial, 2005.

WOLKMER, Antônio Carlos. Ideologia, Estado e Direito. 4. ed. São Paulo: Editora Revista dos Tribunais, 2003.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2017 Argumenta Journal Law

ARGUMENTA JOURNAL LAW

Programa de Pós-Graduação em Ciência Jurídica

E-mail : argumenta@uenp.edu.br
Telefone/fax 4335258953
Horário de atendimento de segunda-feira à sexta-feira 14 às 17h e das 19 às 23h e nos sábados das 08 até 12h
Endereço: Av. Manoel Ribas, 711 - 1º andar
Jacarezinho PR - 86400-000 - Brasil