Literatura na educação infantil: implicações pedagógicas para uma educação humanizadora

Emanoela Mendes da Silva, Ana Maria Esteves Bortolanza

Resumo


  Este artigo tem como temática a literatura infantil na Educação Infantil destacando seu papel fundamental para uma educação humanizadora. O objetivo é explorar por meio da pesquisa bibliográfica o texto literário apontando possibilidades de exploração da literatura na Educação Infantil. Insere-se na problemática da relação da criança com a cultura literária, particularmente, com os textos literários por meio da contação/leitura de histórias e outras atividades, o que requer que o professor conheça a criança e seu desenvolvimento, a literatura infantil e como trabalhar o texto literário com crianças pequenas. Justifica-se a opção pela temática tendo em vista que a literatura é um bem cultural essencial para a educação humanizadora da criança. Quanto à metodologia, foi realizada uma pesquisa bibliográfica por meio de textos impressos e digitais sobre a literatura infantil e seu papel no desenvolvimento da criança. Os resultados evidenciam que as atividades na Educação Infantil com textos literários, mediadas pelo professor, são imprescindíveis para o desenvolvimento pleno da criança, particularmente da imaginação e do pensamento. Conclui-se com a apresentação de algumas fontes para o trabalho pedagógico com a literatura para crianças que pode contribuir para uma educação humanizadora na Educação Infantil.     

Texto completo:

PDF

Referências


ABRAMOVICH, F. Literatura Infantil: gostosuras e bobices. 5 ed. São Paulo

ARENA, D. B. A literatura infantil como produção cultural e como instrumento de iniciação da criança no mundo da cultura escrita. In: SOUZA, R. J. de. [et al.]. Ler e compreender: estratégias de leitura. Campinas: Mercado de Letras, 2010.

BAJARD, E. Nova embalagem, mercadoria antiga. Educação e Pesquisa, São Paulo, v.32, n.3, p. 493-507, set./dez. 2006.

BORTOLANZA, A. M. E. A leitura literária na escola: desafio para a formação de professores. Horizontes – Revista de Educação, Dourados, MS, n.3, v2, jan./jun. 2014.

BORTOLANZA, A. M. E. Entre gestos e práticas: leituras de mães, professoras e meninas de um Centro de Referência Down. 2010. Tese (Doutorado em Educação) – Faculdade de Filosofia e Ciencias - Universidade Estadual Paulista, Marília, 2010.

COELHO, N. N. Literatura infantil: teoria, análise, didática. São Paulo: Moderna, 2000.

ESTEVES BORTOLANZA, A. M. O texto sedutor na literatura infantil: apontamentos para uma leitura da literatura infantil brasileira contemporânea. Álabe, n. 4, dez. 2011. Disponível em: http://www.ual.es/alabe. Acesso em 30 out. 2019.

FARIA, M. A. Como usar a literatura infantil na sala de aula. 2. ed. São Paulo: Contexto, 2005.

FLORIANÓPOLIS. Núcleo de Ação Pedagógica/Linguagens Oral e Escrita. Florianópolis, 2012.

GIL, A. C. Métodos e técnicas de pesquisa social. São Paulo: Atlas, 1994. Ícone/Edusp, 1988.

GIRARDELLO, G. Imaginação: arte e ciência na infância. Pro-Posições, Campinas, v. 22, n. 2, v. 65, p. 75-92, maio/ago. 2011.

GIROTTO, C. G. G. S.; LIMA, E. A.; CHAVES, M. Eventos de letramento literário na infância: o que as caixas contam. In: Leitura e Cidadania. Campinas: Mercado de Letras, 2012.

KRAMER, S. Infância e educação: o necessário caminho de trabalhar contra a barbárie. In: KRAMER, S.; LEITE, M. I.; NUNES, M. F.; GUIMARÃES, D. (Orgs.). Infância e educação infantil. 11ed. Campinas: Papirus, 2012.

LIMA, T. C. S.; MIOTO, R. C. T. Procedimentos metodológicos na construção do conhecimento científico: a pesquisa bibliográfica. Rev. Katál. Florianópolis, v. 10, n. especial, p. 37-45, 2007.

MACHADO, A. M. Como e por que ler os clássicos desde cedo. Rio de Janeiro: Objetiva, 2002.

MATTOS, M. N. de S. S. Leitura literária na creche: o livro entre texto, imagens, olhares, corpo e voz. In: 36ª Reunião da ANPEd, 2013, Goiânia (GO). Disponível em: http://36reuniao.anped.org.br/pdfs_trabalhos_aprovados/gt07_trabalhos_pdfs/gt07_2887_texto.pdf. Acesso em 09 set. 2019.

MELLO, S. A. Algumas implicações pedagógicas da Escola de Vigotski para a Educação Infantil. Pro-Posições, v. 10, n. 1, mar. 1999.

MELLO, S. A. Infância e Humanização: Algumas considerações na perspectiva histórico-cultural. Perspectiva, Florianópolis, v. 25, n. 1, 83-104, jan./jun. 2007.

Scipione, 2008.

SIQUEIRA, R. M. Do silêncio ao Protagonismo: por uma leitura crítica das concepções de infância e criança. In: Reunião da ANPEd, 2012. Disponível em: http://www.anped.org.br/sites/default/files/gt07-2442_res.pdf. Acesso em 17out 2019.

SOUZA, R. J de.; BORTOLANZA, A. M. E. Leitura e literatura para crianças de 5 meses a 5 anos: livros, poesias e outras ideias. In: Leitura e Cidadania. Campinas: Mercado de Letras, 2012.

SOUZA, R. J. de. Gestos de leitura na Educação Infantil. 1. Ed. Tubarão, SC: Copiart, 2019.

VIGOTSKI, L. S. Imaginação e criação na infância. São Paulo: Editora Ática, 2009.

ZILBERMAN, R.; LAJOLO, M. (1987). Literatura infantil brasileira: história & histórias. São Paulo: Editora Ática.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


A Revista Clarabóia está cadastrada nos diretórios e indexada nas bases que seguem:

DOAJ  Latindex IBICT  DIADORIM  ERIHPLUS Redib MIAR WorldCat CiteFactor MLA

Licença Creative Commons
Revista Claraboia está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.
Baseado no trabalho disponível em http://uenp.edu.br/claraboia