OBJETO DE APRENDIZAGEM COMO RECURSO DA LOUSA DIGITAL NA EXPLORAÇÃO DE FRAÇÕES

Fabio Roberto Vicentin, Marinez Meneghello Passos

Resumo


Neste artigo trazemos a descrição de um produto educacional e os procedimentos estabelecidos para sua apresentação e exploração junto a um grupo de dez estudantes de uma turma de 6º ano do Ensino Fundamental de um colégio da rede estadual de ensino. As atividades que compõem este objeto de aprendizagem “Monte uma Fração” foram exploradas pelos estudantes por meio do uso de um recurso tecnológico – a lousa digital – que proporcionou a interatividade entre eles e o conteúdo matemático frações. A pesquisa teve como objetivo investigar se o uso desse objeto de aprendizagem por meio da lousa digital seria capaz de propiciar a interatividade e a interação, criando um ambiente de aprendizagem colaborativo. Fizemos opção por uma abordagem qualitativa de investigação por estar relacionada à forma com que os dados foram obtidos no decorrer das aulas de matemática no Ensino Fundamental (em contraturno). Os dados foram coletados por meio de gravações em vídeo, gravações essas que foram posteriormente transcritas e analisadas. Como resultado do processo analítico pudemos destacar indícios de interação e interatividade por intermédio da simulação planejada para uso na lousa digital como um recurso tecnológico em sala de aula, além de ter proporcionado aos estudantes um ambiente colaborativo de aprendizagem.


Texto completo:

PDF

Referências


ASTOLFI, Jean-Pierre; DEVALAY, Michel. A didática das ciências. Tradução de Magda S. S. Fonseca. 2. ed. Campinas: Papirus, 1991.

BRASIL. Ministério da Educação, Secretaria de Educação Média e Tecnológica. Parâmetros curriculares nacionais para o ensino médio. Brasília: MEC, 2000.

______. Ministério da Educação. Secretaria da Educação Média e Tecnológica. Parâmetros curriculares nacionais para o ensino médio: orientações complementares aos PCN – Ciências da Natureza e suas Tecnologias. Brasília: MEC, 2002.

______. Ministério da Educação. Secretaria de Educação Básica. Guia de livros didáticos: PNLD 2012 – Física. Brasília: MEC, 2011.

______. Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação. Edital de convocação nº 01/2013, de 16 de janeiro de 2013, que abre o processo de inscrição e avaliação de obras didáticas do ensino médio no âmbito do PNLD 2015. Portal do FNDE, Brasília, 03 de jul. 2013. Disponível em: . Acesso em 04 de out. 2017.

______. Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação. Edital de pregão eletrônico nº 65/2013, de 20 de dezembro de 2013, que compõe o pregão eletrônico para eventual aquisição de tablets educacionais. Portal de compras FNDE, Brasília, 25 de jun. 2014. Disponível em: . Acesso em 04 de out. 2017.

BROCKINGTON, Guilherme; PIETROCOLA, Maurício. Serão as regras da transposição didática aplicáveis aos conceitos de física moderna? Investigações em Ensino de Ciências, v. 10, n. 3, p. 387-404, 2005.

CHARLOT, Bernard. Da relação com o saber: elementos para uma teoria. Tradução de Bruno Magne. Porto Alegre: Artes Médicas Sul, 2000.

CHEVALLARD, Yves. La transposición didáctica: del saber sábio al saber enseñado. Tradução de Cláudia Gilman. 3. ed. Buenos Aires: Aique Grupo Editor, 2009.

ESQUEMBRE, Francisco. Computers in physics education. Computer Physics Communications, v. 147, n. 1-2, p. 13-18, 2002.

GARONCE, Francisco Viera. Os papéis docentes nas situações de webconferência: um estudo de caso acerca da ação educativa presencial conectada. 2009. 225 f. Tese (Doutorado em Educação) – Universidade de Brasília, Brasília, 2009.

LEITE, Miriam Soares. Recontextualização e transposição didática: introdução à leitura de Basil Bernstein e Yves Chevallard. Araraquara: Junqueira&Marin, 2007.

LÉVY, Pierre. Tecnologias da inteligência: o futuro do pensamento na era da informática. Tradução de Carlos Irineu da Costa. Rio de Janeiro: Editora 34, 1993.

MACIEL, Felippe Guimarães. Critérios para avaliação de livro didático digital de física. 2014. 165 f. Dissertação (Mestrado Profissional em Ensino de Ciências) – Universidade de Brasília, Brasília, 2014.

MACHADO, Nilson José. Epistemologia e didática: as concepções de conhecimento e inteligência e a prática docente. 2. ed. São Paulo: Cortez, 1996.

MEDEIROS, Alexandre; MEDEIROS, Cleide Farias de; Possiblidades e Limitações das Simulações Computacionais no Ensino da Física. Revista Brasileira de Ensino de Física, v. 24, n. 2, p. 77–86, 2002.

MELLO, Káthia. Colégio do DF inclui tablets na lista de material de 2012. G1, Distrito Federal, 07 de novembro de 2011. Notícias. Disponível em: . Acesso em: 04 de out. 2017.

MELO, Ruth Brito de Figueiredo. A Utilização das TIC’S no processo de Ensino e Aprendizagem da Física. In: Simpósio Hipertexto e Tecnologias na Educação: redes sociais e aprendizagem, 3, 2010, Recife/PE. Anais eletrônicos..., Recife: UFPE, 2010.

OLIVEIRA, Celina Couto de; COSTA, José Wilson da; MOREIRA, Márcia. Ambientes informatizados de aprendizagem: a produção e avaliação de software educativo. Campinas: Papirus, 2001.

PAULINO, Suzana Ferreira. Livro tradicional x livro eletrônico: a revolução do livro ou uma ruptura definitiva? Hipertextus Revista Digital, v. 3, 2009.

SANTOS, Sandra Maria de Oliveira. Critérios para avaliação de livros didáticos de química para o ensino médio. 2006. 234 f. Dissertação (Mestrado em Ensino de Ciências) – Universidade de Brasília, Brasília, 2006.

SANTOS, Gilberto Lacerda; BRAGA, Camila Brasil. Tablets, laptops, computadores e crianças pequenas: novas linguagens, velhas situações na educação infantil. Brasília: Editora Liber Livro, 2012.

SOUZA, Francislê Neri de; MOL, Gerson Souza. Livro didático digital de química: princípios para a construção em tablets. Enseñanza de las Ciências, v. extra, p. 2496-2501, 2013.

VASSILIOU, Magda; ROWLEY, Jennifer. Progressing the definition of “e-book”. Library Hi Tech, [S. l.], v. 26, n. 3, p. 355-68, 2008.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


A Revista REPPE está cadastrada nos diretórios e indexada nas bases que seguem: 
DOAJ DIADORIM  Google Acadêmico  
 

Licença Creative Commons
Revista Reppe está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.
Baseado no trabalho disponível em http://uenp.edu.br/reppe