ESTUDANTES DO ENSINO MÉDIO E OS FOCOS DA APRENDIZAGEM CIENTÍFICA: UM POSSÍVEL MAPEAMENTO

Hugo Emmanuel da Rosa Corrêa, Sergio de Mello Arruda, Marinez Meneghello Passos

Resumo


Os resultados que trazemos neste artigo fazem parte de uma investigação que teve por intuito mapear as percepções de estudantes de Ensino Médio com relação à própria aprendizagem e aos elementos que nela influenciam. Os dados foram coletados por meio de registros realizados por esses estudantes na forma de diagramas, que passaram por uma análise segundo algumas categorias assumidas a priori– os Focos da Aprendizagem Científica. Tais procedimentos permitiram evidenciar que os estudantes se sentem muito responsáveis pelo seu aprendizado, contudo não deixam de perceber este aprendizado inserido em uma comunidade que o influencia e que, por conseguinte, torna-se também responsável por seu aprendizado.


Texto completo:

PDF

Referências


BARDIN, L. Análise de conteúdo. Porto: Edições 70, 2011.

DALEY, B. Using concept maps in qualitative research. Documento apresentado na Primeira Conferência Internacional sobre Mapeamento de Conceitos, Pamplona, Espanha, 2004. Anais. Disponível em: . Acesso em: 12 abr. 2017.

ARRUDA, S. M.; PASSOS, M. M.; FREGOLENTE, A. Focos da aprendizagem docente. Alexandria, v.5, n.3, p.25-48, 2012.

ARRUDA, S. M.; PASSOS, M. M.; PIZA, C. A. M.; FELIX, R. A. B. O aprendizado científico no cotidiano. Ciência & Educação, v.19, n.2, p.481-498, 2013.

MORAES, R.; GALIAZZI, M. C. Análise textual discursiva. Ijuí: Unijuí, 2011.

NATIONAL RESEARCH COUNCIL (NRC). Learning Science in Informal Environments: people, places, and pursuits. Washington: The National Academic Press, 2009. Disponível em: . Acesso em: 20 jun. 2017.

PASSOS, M. M.; CORRÊA, N. N. G.; ARRUDA, S. de M. Perfil metacognitivo (parte i): uma proposta de instrumento de análise. Investigações em Ensino de Ciências, v.22, n.3, p.176-191, 2017.

PORTUGAL, K. O. O YouTube como uma configuração para o ensino e a aprendizagem de ciências. 117 f. 2014. Dissertação de Mestrado – Centro de Ciências Exatas, Programa de Pós-Graduação de Ensino de Ciências e Educação Matemática, Universidade Estadual de Londrina, Londrina, 2014.

SCHÖN, D. A. Formar professores como profissionais reflexivos. In: NÓVOA, A. Os professores e sua formação. Lisboa: Dom Quixote, v.2, p.77-91, 1992.

TEIXEIRA, L. A.; PASSOS, M. M.; ARRUDA, S. M. A formação de pesquisadores em um grupo de pesquisa em Educação em Ciências e Matemática. Ciência & Educação, v.21, n.2, p.525-541, 2015.

VICENTIN, F. R. A lousa digital e a aprendizagem do professor que ensina matemática. 2017. 167 f. Dissertação de Mestrado – Centro de Ciências Exatas, Programa de Pós-Graduação de Ensino de Ciências e Educação Matemática, Universidade Estadual de Londrina, Londrina, 2017.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


A Revista REPPE está cadastrada nos diretórios e indexada nas bases que seguem: 
DOAJ DIADORIM  Google Acadêmico  
 

Licença Creative Commons
Revista Reppe está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.
Baseado no trabalho disponível em http://uenp.edu.br/reppe

 

Revista de Produtos Educacionais e Pesquisas em Ensino - REPPE - ISSN: 2526-9542