O VÍDEO FEEDBACK NO FORTALECIMENTO DA COMUNICAÇÃO EM SAÚDE

Débora Aparecida Santiago-Gregório, Kellem Regina Rosendo Vincha, Ana Maria Cervato-Mancuso

Resumo


Com o objetivo de identificar a aplicabilidade do vídeo feedbackna facilitação grupal como técnica para qualificar a comunicação por meio da autoavaliação, foi realizado um estudo exploratório, à luz do Interacionismo Simbólico, com 11 profissionais da saúde do município de São Paulo. Os dados foram produzidos dentro de grupos educativos em dois Momentos (1 e 2) compostos por etapas de filmagem do profissional, exibição da filmagem, entrevista semiestruturada e qualificação da comunicação, sendo a última realizada apenas no Momento 1. Os dados das entrevistas foram analisados por meio da Análise de Conteúdo Temática. Das falas dos Momentos 1 e 2 emergiram as mesmas categorias, mas com perspectivas diferentes. Enquanto no momento 1 os profissionais percorreram o reconhecimento ou não de sua comunicação, trazendo suas dificuldades e potencialidades, no Momento 2 alguns evidenciaram a comunicação consciente como fator preponderante de sua melhoria. A técnica de vídeo feedbackfoi considerada aplicável na rotina de trabalho desses profissionais, mas com necessidade de adequações de acordo com o contexto. A técnica parece ser promissora para a Educação Permanente em Saúde, resultando no fortalecimento de seus princípios em consonância com os propósitos da Atenção Primária à Saúde, sobretudo quando se trata de grupos educativos.


Texto completo:

PDF

Referências


AMMENTORP, J. et al. The effect of training in communication skills on medical doctors’ and nurses' self-efficacy: a randomized controlled trial. Patient Educ Couns, v. 66, n. 3, p. 270-277, 2007.

AMORIM, R. K. F. C. C.; SILVA, M. J. P. Opinião de docentes de enfermagem sobre a efetividade da comunicação não verbal durante a aula. Acta Paul Enferm, v. 27, n. 3, p. 194-199, 2014.

BARDIN L. Análise de conteúdo. Lisboa: Edições 70, 1977.

BLUMER, H. Symbolic interacionism: perspective and method. London: University California Press, 1986.

BRASIL. Ministério da Educação. Conselho Nacional de Educação. Diretrizes curriculares nacionais dos cursos de graduação em Enfermagem, Medicina e Nutrição. Brasília: Diário Oficial da União, 2011. 38 p.

BRASIL. Ministério da Saúde. Secretaria de Gestão do Trabalho e da Educação na Saúde. Departamento de Gestão da Educação em Saúde. Política Nacional de Educação Permanente em Saúde. Brasília: Ministério da Saúde, 2009. 64 p.

BRASIL. Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome. Secretaria Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional. Marco de Referência de Educação Alimentar e Nutricional para as Políticas Públicas. Brasília: Ministério da Saúde, 2012. 36 p.

CARVALHO, V. D.; BORGES, L. D. O.; RÊGO, D. P. Interacionismo simbólico: origens, pressupostos e contribuições aos estudos em Psicologia Social. Psicol: Ciênc Prof, v. 30, n. 1, p. 146-161, 2010.

CARVALHO-GEBRAN, F. W.; VINCHA, K. R. R.; CERVATO-MANCUSO, A. M. The role of educator in food and nutrition by health professionals in the context of Family Health Care. Rev Nutr, Campinas, v. 31, n. 1, p. 71-81, 2018.

DICKSON, D. A.; HARGIE, O.; MORROW, N. C. Communication skills training for health professionals: an instructor’s handbook. London: Chapman and Hall, 1989.

FONTANELLA, B. J. B.; RICAS, J.; TURANO, E. R. Amostragem por saturação em pesquisas qualitativas em saúde: contribuições teóricas. Cad Saúde Pública, v. 24, n. 1, p. 17-27, 2008.

FUKKINK, R. G.; TRIENEKENS, N.; KRAMER, L. J. C. Video feedback in education and training: putting learning in the picture. Educ Psychol Rev, v. 23, n. 1, p. 45-63, 2010.

GIL, A. C. Métodos e técnicas de pesquisa social. 5.ed. São Paulo: Atlas, 1999.

HOLLI, B. B.; CALABRESE, R. J. Communication and education skills: the dietitian’s guide. Philadelphia: Lea & Febiger, 1986.

HUNUKUMBURE, A. D.; SMITH, S. F.; DAS, S. Holistic feedback approach with video and peer discussion under teacher supervision. BMC Medical Education, v.17, n. 179, 2017.

KURTZ, S.; SILVERMAN, J.; DRAPER, J. Teaching and learning communication skills in medicine. Oxford: Radcliffe Publishing, 2005.

LÓPEZ, M. L.; CARVALHO, E. C. A comunicação terapêutica durante instalação de terapia endovenosa: uso de simulação filmada. Revista Latino-Americana de Enfermagem, v. 14, n. 5, p. 658-665, 2006.

MINAYO, M. C. S. et al. Pesquisa social: teoria, método e criatividade. 23.ed. Petrópolis: Vozes, 2004.

NOORDMAN, J.; VERHAAK, P.; DULMEN, S. V. Web-enabled video-feedback: a method to reflect on the communication skills of experienced physicians. Patient Educ Couns, v. 82, n. 3, p. 335-340, 2011.

NOORDMAN, J.; WEIJDEN, T. V. D.; DULMEN, S. V. Effects of videofeedback on the communication, clinical competence and motivational interviewing skills of practice nurses: a pre-test posttest control group study. J Adv Nurs, v. 70, n. 10, p. 2272-2283, 2014.

PEREIRA, L. L.; SILVA, M. J. P. Vivenciando a comunicação como descoberta. O Mundo da Saúde, v. 24, n. 5, p. 333-342, 2000.

RENNÓ, C. S. N.; CAMPOS, C. J. G. Interpersonal communication research: valorization of the oncological patient in a high complexity oncology unit. Reme, Rev Min Enferm, v. 18, n. 1, p. 106-115, 2014.

SILVA, L. B.; SOARES, S. M. Comunicação nas práticas de coordenação de grupos socioeducativos na saúde da família. Rev Esc Enferm USP, v. 47, n. 3, p. 640-647, 2013.

SILVA, M. J. P. Comunicação tem remédio: a comunicação nas relações interpessoais em saúde. 10.ed. São Paulo: Loyola, 2014.

STEFANELLI, M. C. Comunicação com o paciente: teoria e ensino. São Paulo: Robe, 1993.

STEFANELLI, M. C.; CARVALHO, E. C. A comunicação nos diferentes contextos da Enfermagem. Barueri: Manole, 2005.

TING, X. et al. Patient perception and the barriers to practicing patient-centered communication: A survey and in-depth interview of Chinese patients and physicians. Patient Education and Counseling, v. 99, n. 3, p. 364-369, 2016.

VAN-WEERT, J. C. M. et al. Effects of communication skills training and a Question Prompt Sheet to improve communication with older cancer patients: a randomized controlled trial. Crit Rev Oncol/hematol, v. 80, n. 1, p. 45-59, 2011.

YUDKOWSKY, R.; DOWNING, S. M.; OMMERT, D. Prior experiences associated with residents’ scores on a communication and interpersonal skill OSCE. Patient Educ Couns, v. 62, n. 3, p. 368-373, 2006.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


A Revista REPPE está cadastrada nos diretórios e indexada nas bases que seguem: 
DOAJ DIADORIM  Google Acadêmico    Latindex Sumarios

Licença Creative Commons
Revista Reppe está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.
Baseado no trabalho disponível em http://uenp.edu.br/reppe

 

Revista de Produtos Educacionais e Pesquisas em Ensino - REPPE - ISSN: 2526-9542