ESTEREOQUÍMICA EM PLANTAS MEDICINAIS: UMA PROPOSTA DE UNIDADE DE ENSINO POTENCIALMENTE SIGNIFICATIVA PARA O ENSINO MÉDIO

Lara Colvero Rockenback, Daniele Trajano Raupp, Leandra Franciscato Campo, Danielle Prazeres Reppold

Resumo


Este trabalho objetiva apresentar um produto educacional para o ensino de estereoquímica, tendo como alicerce a Teoria da Aprendizagem Significativa, denominado unidade de ensino potencialmente significativa. Considerando que o conhecimento prévio influencia fortemente a aprendizagem, utiliza-se a temática plantas medicinais devido a sua estreita relação com o ensino de química. A justificativa, para desenvolver essa estratégia, deve-se ao fato de a estereoquímica ser apontada como um tópico desafiador da Química Orgânica, devido ao nível de abstração para visualização tridimensional de moléculas e à compreensão da influência nas propriedades e reatividade. Neste trabalho a contextualização é utilizada como estratégia de ensino com abordagem metodológica e socioambiental. Como resultado, espera-se que essa unidade possa fomentar a compreensão das conexões entre sociedade e ciência, contribuindo para motivação e, consequentemente, para o aprendizado, bem como contribuição para os professores adotarem essa estratégia com o uso de diferentes temáticas e diversos conteúdos.


Texto completo:

PDF

Referências


ACEVEDO DÍAZ, José Antonio. La tecnología en las relaciones CTS: una aproximación al tema. Enseñanza de las Ciencias, v. 14, n. 1, p. 035-44, 1996.

AULER, Décio; DELIZOICOV, Demétrio. Ciência-Tecnologia-Sociedade: relações estabelecidas por professores de ciências. Revista electrónica de enseñanza de las ciencias, v. 5, n. 2, p. 337-355, 2006.

BARREIRO, Eliezer J.; FERREIRA, Vitor. F.; COSTA, Paulo R. R. Substâncias enantiomericamente puras (SEP): a questão dos fármacos quirais. Química Nova, v.20, n.6,1997.

DOS SANTOS ARAÚJO, Maurício; DE OLIVEIRA LIMA, Michelle Mara. O Uso de Plantas Medicinais para fins terapêuticos: os conhecimentos etnobotânicos de alunos em escola pública e privada em Floriano, Piauí, Brasil. Amazônia - Revista de Educação em Ciências e Matemática, v. 15, p. 235-250, jan..-jun. 2019.

AUSUBEL, David. P. Aquisição e retenção de conhecimentos: uma perspectiva cognitiva. Lisboa: Editora Plátano, 2003.

AUSUBEL, David. P.; NOVAK, Joseph. D.; HANESIAN, Helen. Psicologia Educacional. 2. ed. Rio de Janeiro: Editora Interamericana,1980.

BAGATIN, Olga.; SIMPLÍCIO, Fernada Ibanez.; SANTIN, Silvana Maria de Oliveira; FILHO, Ourides Santin. “Rotação de Luz Polarizada por Moléculas Quirais”. Química Nova na Escola, v.21, 2007.

BRASIL. Agência Nacional de Vigilância Sanitária. Formulário de Fitoterápicos da Farmacopeia Brasileira. Brasília: Anvisa, 2011. Disponível em . Acesso em: 05 jun. 2012.

CAMARGO, Samuel Barbosa; DE VASCONCELOS, Darizy Flavia Silva Amorim. Atividades biológicas de Linalol: conceitos atuais e possibilidades futuras deste monoterpeno. Revista de Ciências Médicas e Biológicas, v. 13, n. 3, p. 381-387, 2014.

CAVAGLIER, Maria Cristina dos Santos; MESSEDER, Jorge Cardoso. Plantas Medicinais no Ensino de Química e Biologia: propostas interdisciplinares na Educação de jovens e adultos. Revista Brasileira de Pesquisa em Educação em Ciências, v. 14, p. 55- 71, 2014.

CARAMORI, Giovanni, F.; OLIVEIRA, Thiago. Aromaticidade - Evolução Histórica do conceito e Critérios Quantitativos. São Paulo: Química Nova, v. 32, n. 7, p.1871-1884, 2009.

CHASSOT, Attico. Educação Consciência. 2. ed. Santa Cruz do Sul: EDUNISC, 2018.

COLEN, Jésus. Anos de Química Nova na Escola: notas de alguém que a leu como estudante no ensino médio e no ensino superior com aspirações à docência. Química Nova na Escola, v. 34, n. 1, p. 16-20, 2012.

CORREIA, Paulo Rogério Miranda; DONNER JR, John WA; INFANTE-MALACHIAS, Maria Elena. Mapeamento conceitual como estratégia para romper fronteiras disciplinares: avaliando a importância da isomeria dos compostos orgânicos nos sistemas biológicos. Ciência e Educação (Unesp. Impresso), v. 14, p. 483-495, 2008.

DA SILVA, Erivanildo Lopes; MARCONDES, Maria Eunice Ribeiro. Visões de contextualização de professores de Química na elaboração de seus próprios materiais didáticos. Ensaio Pesquisa em Educação em Ciências, v. 12, n. 1, 2010.

DELIZOICOV, Demétrio; ANGOTTI, José André; PERNAMBUCO, Marta Maria. Desafios para o ensino de Ciências. Ensino de Ciências: fundamentos e métodos. São Paulo: Cortez, 2002, p. 31-42.

DOS ANJOS FREITAS, Savana; DE ANDRADE NETO, Agostinho Serrano. A utilização do jogo Angry Birds Space na aprendizagem de conceitos de lançamento de projéteis e de gravidade no ensino fundamental: uma proposta de unidade de ensino potencialmente significativa. Revista Brasileira de Ensino de Ciências e Matemática, v. 1, n. 2, p. 214-225, 2018.

ELIZABETSKY, Elaine. Etnofarmacologia como ferramenta na busca de substâncias ativas. In Simões et al. (org.). Farmacognosia: da planta ao medicamento. Porto Alegre/Florianópolis: Ed. Universidade/UFRGS /Ed. da UFSC, 2000, p. 87 - 100.

FIGUEIREDO, Cristiane Santos Silva; SILVA et al. Óleo essencial da Canela (Cinamaldeído) e suas aplicações biológicas. Rev. Investig, Bioméd.. São Luis, Maranhão, v. 9, p.192-197, 2017.

GUIMARÃES, Pedro I.C., OLIVEIRA, Raimundo E.C., ABREU, Rozana G. Extraindo Óleos Essenciais de Plantas. Química Nova na Escola, n. 11, p. 45 - 46, 2000.

GONZÁLEZ, Carlos V. Reflexiones y ejemplos de situaciones didácticas para una adecuada contextualización de los contenidos científicos en el proceso de enseñanza. 2004.

KRASILCHIK, Myriam. Reformas e realidade: o caso do ensino das ciências. São Paulo em perspectiva, v. 14, n. 1, p. 85-93, 2000.

KURBANOGLU, N. Izzet; TASKESENLIGIL, Yavuz; SOZBILIR, Mustafa. Programmed instruction revisited: a study on teaching stereochemistry. Chemistry Education Research and Practice, v.7, n.1, p.13-21, 2006.

LIAO, Pei-Chun; YANG, Tsung-Shi; CHOU, Ju-Ching. Anti-inflammatory activity of neral and geranial isolated from fruits of Litsea cubeba Lour. Journal of Functional Foods, v. 19, 248-258, 2015.

LOYOLA, Cristiana Oliveira de Barbosa; SILVA, Fernando César. Plantas Medicinais: uma oficina temática para o ensino de grupos funcionais. Química Nova na Escola, São Paulo, v. 39, p.59-65, nov., 2017.

MAULI, Márcia M.; FORTES, Andrea M. T.; ANTUNES, Fabiano. Cidadania e educação ambiental: plantas medicinais no contexto escolar. Acta Scientiae - Revista de Ensino de Ciências e Matemática, Canoas, v. 9, p. 91-107, dez. 2007.

MELO, Marilândes; VIEIRA, Jonathan M.; BRAGA, Otoniel C. Da xícara ao becker: plantas medicinais como recurso didático no ensino de Química. Revista de Educação, Ciências e Matemática, v.6, p. 149-160, maio/ago., 2016.

MONTEIRO, Ildenice N. COMPOSIÇÃO QUÍMICA E AVALIAÇÃO DA ATIVIDADE CARRAPATICIDA DO ÓLEO ESSENCIAL DE Cinnamomun zeylanicum NO CONTROLE DE Rhipicephalus microplus. 2013. Dissertação (Mestrado em Química) – Programa de Pós-Graduação em Química, Universidade Federal do Maranhão, São Luís, 2013. Disponível em: . Acesso em:20 de dez. 2019.

MORAIS, Selene M. et al. Ação antioxidante de chás e condimentos de grande consumo no Brasil. Brazilian Journal of Pharmacognosy, Curitiba, v.19(1B), p.315-320, jan. /mar., 2009.

MOREIRA, Marco Antônio. O que é afinal Aprendizagem Significativa? 2010. Instituto de Física – UFRGS. Disponível em: . Acesso em: 02 ago. 2019.

MOREIRA, Marco Antônio. Unidades de enseñanza potencialmente significativas – UEPS. Aprendizagem Significativa em Revista, v. 1, n. 2, p. 43-63, 2011.

MOREIRA, Patrícia F. S. D. et al. A Bioquímica do Candomblé – Possibilidades Didáticas de Aplicação da Lei Federal 10639/03. Química Nova na Escola, São Paulo, v. 33, p.85-92, maio, 2011.

OLIVEIRA, Heloísa M. B. F. Avaliação das atividades antifúngica, antioxidante e citotóxica dos monoterpenos (r)-(+)-citronelal, (s)-(-)-citronelal, 7-hidroxicitronelal. 2016. Tese (Doutorado em Produtos Naturais e Sintéticos Bioativos) – Programa de Pós-Graduação em Produtos Naturais e Sintéticos Bioativos, Universidade Federal da Paraíba, João Pessoa, 2016. Disponível em: . Acesso em:20 de dez. 2019.

ORLANDO, Ricardo Mathias. Importância farmacêutica de fármacos quirais. Revista Eletrônica de Farmácia, v. 4, n. 1, 2007.

PINTO, Cláudia Grigolo. Desenvolvimento, caracterização, estudos de estabilidade, genotoxicidade, citotoxicidade e ecotoxicidade de sistemas nanoestruturados contendo óleo essencial de gengibre ou trans-anetol. 2018. Tese (Doutorado em Nanociências) – Programa de Pós-Graduação em Nanociências, Ufn, Santa Maria, 2018. Disponível em: . Acesso em: 20 de dez. 2019.

PINTO, Patrícia R. Estudo da atividade antibacteriana da Carvona e seus derivados. 2014. Dissertação (Mestrado em Química Industrial) – Programa de Pós-Graduação em Química Industrial), Universidade da Beira Interior, Covilha, 2014. Disponível em: . Acesso em: 20 de dez. 2019.

QUERUBINA, Amanda de S.; COSER, Marcela A.; WALDMAN, Walter R. Máquina de Café Expresso para Extração de Óleos Essenciais: uma proposta experimental. Química Nova na Escola, São Paulo, v. 38, p. 269-272, ago., 2016.

RAUPP, Daniele Trajano.Alfabetização tridimensional, contextualizada e histórica no campo conceitual da estereoquímica. 2015.Tese (Doutorado em Educação em Ciências). Programa de Pós-graduação em Educação e Ciências: Química da vida e saúde, Instituto de Ciências Básicas da Saúde, Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2015. Disponível em: . Acesso em: 20 de dez. 2019.

RAVID, Uzi et al. Enantiomeric composition of linalol in the essential oils of Ocimum species and in commercial basil oils. Flavour and fragrance journal, v. 12, n. 4, p. 293-296, 1997.

REBELO, Isabel Sofia; MARTINS, Isabel P.; PEDROSA, Maria Arminda. Formação contínua de professores para uma orientação CTS do ensino de química: um estudo de caso. Química nova na escola, v. 27, n. 2, p. 30-33, 2008.

SAMPAIO, Rosana Ferreira; MANCINI, Marisa Cotta. Estudos de revisão sistemática: um guia para síntese criteriosa da evidência científica. Revista Brasileira de Fisioterapia, v. 11, n. 1, p. 83-89, 2007.

SANTOS, Wildson Luiz Pereira dos. Aspectos sociocientíficos em aulas de Química. 2002. Tese (Doutorado em Educação). Faculdade de Educação da Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte, 2002.

SANTOS, Wildson Luiz Pereira dos; MORTIMER, Eduardo Fleury. Concepções de professores sobre contextualização social do ensino de química e ciências. Reunião anual da sociedade brasileira de química, v. 22, 1999.

SCHENKEL, Eloir P.; GOSMANN, Grace; PETROVICK, Pedro R. Produtos de Origem Vegetal e o desenvolvimento de medicamentos. In Simões et al. (org.). Farmacognosia: da planta ao medicamento. Porto Alegre/Florianópolis: Ed. Universidade/UFRGS /Ed. da UFSC, 2000, p. 291-322.

SCHITTLER, Daniela; MOREIRA, Marco A. Laser de rubi: uma abordagem baseada em unidades de ensino potencialmente significativas (UEPS). Latin-American Journal of Physics Education. v. 8, n. 2, p. 263 - 273, jun., 2014

SILVA, Francisco Erivaldo F. da et al. Temática Chás: uma contribuição para o ensino de nomenclatura dos compostos orgânicos. Química Nova na Escola, São Paulo, v. 39, p.329-338, nov., 2017.

SILVA, Gilvanildo B. Isolamento, caracterização, quantificação e avaliação da pureza enantiomérica de linalol, carvona e limoneno em óleos essenciais de espécies aromáticas. 2011. Dissertação (Mestrado em Química). Programa de Pós-graduação em Química, Universidade Federal de Sergipe, 2011.

SILVA, Juvan P. da et al. Tem dendê, tem axé, tem Química: sobre história e cultura africana e afro-brasileira no ensino de Química. Química Nova na Escola, São Paulo, p.19-26, fev., 2017.

SILVA, Petronildo B.; AGUIAR, Lúcia H.; MEDEIROS, Cleide F. O papel do professor na produção de medicamentos fitoterápicos. Química Nova na Escola, São Paulo, n 11, p.19 - 23, maio, 2000.

SIMÕES, Claudia Maria Oliveira.; SCHENKEL, Eloir Paulo. A pesquisa e a produção brasileira de medicamentos a partir de plantas medicinais: a necessária interação da indústria com a academia. Revista brasileira de farmacognosia, v. 12, n. 1, p. 35-40, 2002, p. 21.

SOUZA,Cynthia Maria Pereira et al. Utilização de plantas medicinais com atividade antimicrobiana por usuários do serviço público de saúde em Campina Grande-Paraíba. Revista Brasileira de Plantas Medicinais, v. 15, n. 2, p. 188-193, 2013.

TANGERINO, Luisa M. B..Estudo das propriedades antimicrobianas de copolímeros derivados do eugenol. 2006. Dissertação (Mestrado em Materiais para Engenharia). Universidade Federal de Itajubá, 2006. Disponível em: . Acesso em: 20 de dez. 2019.

TAVARES, Romero. Aprendizagem significativa. Revista conceitos, v. 55, n. 10, 2004.

TELES, Aline dos S.; CORRÊA, Anderson D. Livro-Brinquedo de Plantas Medicinais: uma proposta de ensino de Ciências e Alfabetização - Língua Portuguesa com turma de 1º ano do Ensino Fundamental. Alexandria - Revista de Educação em Ciências e Matemática. Florianópolis, p. 293-324, v. 12, nov., 2019.

VALDÉS, Pablo et al. Implicaciones de las relaciones ciencia-tecnología en la educación científica. Revista Iberoamericana de Educación, v. 28, n. 1, 2002.

WARTHA, Edson José; SILVA, Erivanildo Lopes da; BEJARANO, Nelson Rui Ribas. Cotidiano e contextualização no ensino de Química. Química nova na escola, v. 35, n. 2, p. 84-91, 2013.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


A Revista REPPE está cadastrada nos diretórios e indexada nas bases que seguem: 
DOAJ DIADORIM  Google Acadêmico    Latindex Sumarios

Licença Creative Commons
Revista Reppe está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.
Baseado no trabalho disponível em http://uenp.edu.br/reppe

 

Revista de Produtos Educacionais e Pesquisas em Ensino - REPPE - ISSN: 2526-9542