AS PERCEPÇÕES DOS PROFESSORES E ALUNOS DO ENSINO FUNDAMENTAL SOBRE O PAPEL DA ASTRONOMIA INDÍGENA NO ENSINO DE CIÊNCIAS

Gabriel Igor Aparecido dos Santos, Gabriela Ribeiro Mourão, Geraldo Rocha Fernandes

Resumo


Este trabalho tem o objetivo de identificar as percepções de alguns alunos da educação básica e professores das Ciências da Natureza sobre o ensino da Astronomia Indígena. Trata-se de um estudo de natureza qualitativa, com 12 professores e 23 alunos do nono ano do ensino fundamental II. Para conhecer as percepções dos participantes sobre a Astronomia Indígena, foi aplicado um questionário aos professores e desenvolvida uma Sequência Didática baseada nos Três Momentos Pedagógicos de Delizoicov e Angotti com os alunos. Para analisar os dados coletados, foi utilizada a Análise Textual Discursiva (ATD). Em relação aos professores, foram analisadas três categorias que caracterizam suas percepções sobre: 1) o ensino de Astronomia; 2) os estudos étnico-raciais na educação básica; 3) a relevância das temáticas Astronomia Indígena e História da Ciência. Para os alunos, as categorias emergiriam em forma de percepções sobre: 1) a Astronomia; 2) a Astronomia Indígena; 3) o estudo da Astronomia Indígena na educação básica; 4) o interesse da Astronomia Indígena. Assim, foi possível concluir que a temática sobre Astronomia Indígena é pouco abordada pelas escolas, muitos professores têm interesse em inseri-la em suas aulas, mas ainda existe uma falta de conhecimento sobre o tema.


Texto completo:

PDF

Referências


AFONSO, G. B. As Constelações Indígenas Brasileiras. Telescópios na Escola, Rio de Janeiro, p.1-11, s/d. Disponível em: http://telescopiosnaescola.pro.br/indigenas.pdf.

AFONSO, G. B. Astronomia indígena. In: REUNIÃO ANUAL DA SBPC, 61., 2009, Manaus. Anais eletrônicos [...]. Manaus: SBPC, 2009. p. 1 - 5. Disponível em: http://www.sbpcnet.org.br/livro/61ra/conferencias/CO_GermanoAfonso.pdf.

AFONSO, G. B.; SILVA, P. S. da. O céu dos Índios de Dourados Mato Grosso do Sul. Dourados: Uems, 2012. 86 p.

ALVES-BRITO, A.; BOOTZ, V.; MASSONI, N. T. Uma sequência didática para discutir as relações étnico-raciais (Leis 10.639/03 e 11.645/08) na educação científica. Caderno Brasileiro de Ensino de Física, Florianópolis, v. 35, n. 3, p.917-955, ago. 2018. Disponível em: https://periodicos.ufsc.br/index.php/fisica/article/view/2175-7941.2018v35n3p917/38050.

BARAI, A. et al. Astronomia nos anos iniciais do Ensino Fundamental: uma parceria entre universidade e escola. Caderno Brasileiro de Ensino de Física, Florianópolis, v. 33, n. 3, p.1009-1025, 15 dez. 2016. Disponível em: http://dx.doi.org/10.5007/2175-7941.2016v33n3p1009.

BERNARDES, A. O. GIACOMINI, R. Viajando pelo sistema solar: um jogo educativo para o ensino de astronomia em um espaço não-formal de educação. Física na Escola, São Paulo, v. 11, n. 1, p. 42-44, 2010. Disponível em: http://www.sbfisica.org.br/fne/Vol11/Num1/a11.pdf.

BRASIL, Ministério da Educação. Base Nacional Comum Curricular (BNCC). MEC/CONSED/UNDIME, Brasília, 2018. Disponível em: http://basenacionalcomum.mec.gov.br/images/BNCC_EI_EF_110518_versaofinal_site.pdf.

BRASIL. Parâmetros Curriculares Nacionais para o ensino Fundamental. Brasília, 1997. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/seb/arquivos/pdf/livro01.pdf.

BRASIL. MEC. Secretaria de Educação Média e Tecnológica. PCNs+ Ensino Médio: orientações educacionais complementares aos Parâmetros Curriculares Nacionais. Brasília, 2002. 144 p.

CARDOSO, W. T.; HÓ, S. O Céu dos Tukanos na escola Yupuri: Construindo um calendário dinâmico. São Paulo: Puc/SP, 2007.

CARVALHO FILHO, J. C.; GERMANO, A. S. M. Astronomia: contemplando o céu. Natal: EDUFRN, 2007.

COMPIANI, M. Narrativas e desenhos no ensino de astronomia/geociências com o tema "a formação do universo": um olhar das geociências. Revista Ensaio, Pesquisa em Educação em Ciências. Belo Horizonte, v. 12, n. 2, p. 257-278, 2010. Disponível em: https://www.scielo.br/pdf/epec/v12n2/1983-2117-epec-12-02-00257.pdf.

CORREA, L. F.; SIMÕES, B. dos S. Astronomia indígena na formação de professores: uma possibilidade a partir da abordagem CTS. Ciência e Natura, v. 38, n. 1, p. 475-483, 2016. Disponível em: https://periodicos.ufsm.br/index.php/cienciaenatura/article/view/19113.

DE ANDRADE COSTA, R. G. Os saberes populares da etnociência no ensino das ciências naturais: uma proposta didática para aprendizagem significativa. Revista Didática Sistêmica, Rio Grande, v. 8, p. 162-172, 2008. Disponível em: https://periodicos.furg.br/redsis/article/view/1303

DE ARAÚJO, D. C. C. Astronomia no brasil: das grandes descobertas à popularização. 2010. 57 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Curso de Graduação em Física). Universidade Católica de Brasília, 2010. Disponível em: https://www.ucb.br/sites/100/118/TCC/1º2010/TCCAstronomianoBrasilDiones.pdf

DE ARAÚJO, D. C. C.; DA SILVA VERDEAUX, M. de F.; CARDOSO, W. T. Uma proposta para a inclusão de tópicos de astronomia indígena brasileira nas aulas de Física do ensino médio. Ciência & Educação, Bauru, v. 23, n. 4, p. 1035-1054, 2017. Disponível em: https://doi.org/10.1590/1516-731320170040011

DELIZOICOV, D.; ANGOTTI, J. A. P. Metodologia do Ensino de Ciências. São Paulo: Cortez, 1990. 207 p.

DIAS, C. A. C. M.; RITA, J. R. S. Inserção da astronomia como disciplina curricular do ensino médio. Revista Latino-americana de educação em astronomia, São Carlos, n. 6, p. 55-65, 2008. Disponível em: http://www.relea.ufscar.br/index.php/relea/article/view/121/145.

DIEGUES, A. C; ARRUDA, R. S. V; SILVA, V. C. F; FIGOLS, F. A. B; ANDRADE, D. Os Saberes Tradicionais e a Biodiversidade no Brasil. Ministério do Meio Ambiente, dos Recursos Hídricos e da Amazônia Legal. COBIO-Coordenadoria da Biodiversidade. NUPAUB - Núcleo de Pesquisas sobre Populações Humanas e Áreas Úmidas Brasileiras. São Paulo, 1999.

FARES, E. et al. O Universo das sociedades numa perspectiva relativa: exercícios da Etnoastronomia. Revista Latino-Americana de Educação em Astronomia – RELEA, São Carlos, n. 1, p. 77- 85, 2004. Disponível em: http://www.relea.ufscar.br/index.php/relea/article/view/54.

FONSECA, O. da; PINTO, S. P.; JURBERG, C. Mitos e constelações indígenas, confeccionando um planetário de mão. In. REUNÓN DE LA RED DE POPULARIZACIÓN DE LA CIENCIA Y LA TECNOLOGIA EN AMÉRICA LATINA Y EL CARIBE, 10. e TALLER CIENCIA, COMUNICACIÓN Y SOCIEDAD, 4, 2007, Costa Rica. Anais eletrônicos [...]. Costa Rica, 2007. Disponível em: https://www.cientec.or.cr/pop/2007/BR-OmarFonseca.pdf.

KOEPPE, C. H. B.; BORGES, R. M. R.; LAHM, R. A. O Ensino de Ciências como ferramenta pedagógica de reconstrução das representações escolares sobre os povos indígenas. Ensaio Pesquisa em Educação em Ciências, Belo Horizonte, v. 16, n. 1, p. 115-130, 2014. Disponível em: https://www.scielo.br/pdf/epec/v16n1/1983-2117-epec-16-01-00115.pdf

LANGHI, R.; NARDI, R. Formação de professores e seus saberes disciplinares em astronomia essencial nos anos iniciais do ensino fundamental. Ensaio Pesquisa em Educação em Ciências, Belo Horizonte, v. 12, n. 2, p. 205-224, 2010. Disponível em: https://www.scielo.br/pdf/epec/v12n2/1983-2117-epec-12-02-00205.pdf

LATTARI, C. J. B.; TREVISAN, R. H. Metodologia para o Ensino de Astronomia: uma abordagem construtivista. In. Encontro Nacional de Pesquisa em Educação em Ciências, 2., 1999, Valinhos. Anais eletrônicos [...]. SP: ABRAPEC, 1999. Disponível em: http://www.nutes.ufrj.br/abrapec/iienpec/Dados/trabalhos/G13.pdf.

LEITE, C.; HOSOUME, Y. Os professores de ciências e suas formas de pensar a astronomia. Revista Latino-Americana de Educação em Astronomia, São Carlos, n. 4, p. 47-68, 2007. Disponível em: http://www.relea.ufscar.br/index.php/relea/article/view/99.

LIMA, F. P.; MOREIRA, I. de C. Tradições astronômicas tupinambás na visão de Claude D’Abbeville. Revista da SBHC, Rio de Janeiro, v. 3, n. 1, p. 4-19, 2005. Disponível em: https://www.sbhc.org.br/arquivo/download?ID_ARQUIVO=121.

LÜDKE, M.; ANDRÉ, M. E. D. A. Pesquisa em educação: abordagens qualitativas. São Paulo: EPU, p. 25-44, 1986.

MILONE, A. de C.; BRAGA, J. Fundamentos de astronomia e astrofísica. São José dos Campos: Inpe, 2003. p. 322-349. Disponível em: http://staff.on.br/maia/Intr_Astron_eAstrof_Curso_do_INPE.pdf.

MORAES, R; GALIAZZI, M. C. Análise Textual Discursiva. Ijuí: Editora Unijuí, 2011.

MOURÃO, R. R. de F. Dicionário Enciclopédico de Astronomia e Astronáutica. 2ª ed., Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 1995.

OLIVEIRA FILHO, K. S.; SARAIVA, M. D. F. O. Astronomia e Astrofísica. São Paulo: Editora Livraria da Física, 2004.

RANULFO, A. A.; FERNANDES, G. W. R.; ALLAIN, L. R. As Percepções de um Professor e Alunos sobre o Ensino e as Questões de Ciências do PISA de 2015. Revista Brasileira de Pesquisa em Educação em Ciências, Belo Horizonte, p. 299-328, 2019. Disponível em: https://periodicos.ufmg.br/index.php/rbpec/article/view/4932.

ZABALA, A. A prática educativa: como ensinar. Porto Alegre: Artmed, 1998.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


A Revista REPPE está cadastrada nos diretórios e indexada nas bases que seguem: 
DOAJ DIADORIM  Google Acadêmico    Latindex Sumarios

Licença Creative Commons
Revista Reppe está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.
Baseado no trabalho disponível em http://uenp.edu.br/reppe

 

Revista de Produtos Educacionais e Pesquisas em Ensino - REPPE - ISSN: 2526-9542