PLANTAS MEDICINAIS NO ENSINO DE CIÊNCIAS À LUZ DE UM “ESTADO DA ARTE”

Eloisa Basso, Aline Locatelli

Resumo


O presente artigo buscou evidenciar um recorte do “estado da arte” em dissertações e teses disponibilizadas eletronicamente e de acesso público no catálogo de teses e dissertações da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES). Buscou-se os trabalhos relacionado no âmbito das plantas medicinais no ensino de Ciências, no período de 2008 a 2018, como forma de identificar os estudos acerca dessa temática. O corpus da pesquisa é composto por 11 trabalhos divididos em 9 dissertações e 2 teses. Todos os trabalhos foram analisados na íntegra e são apresentados a partir de um relato desses estudos e um levantamento etnobotânico.  O relato foi realizado com a seguinte estrutura: tipo de estudo (dissertação ou tese), autor, instituição vinculada, ano de defesa, título do trabalho, objetivos, referencial teórico, ambiente da pesquisa e os resultados obtidos. O levantamento etnobotânico permitiu mapear quais foram as plantas medicinais mais utilizadas e/ou abordadas nos trabalhos. Observou-se que a temática das plantas medicinais pode possibilitar aos alunos um ensino contextualizado que ratifica e valoriza os seus conhecimentos populares. Além disso, possibilita um diálogo/relação entre esses conhecimentos com o conhecimento científico.


Texto completo:

PDF

Referências


ABÍLIO, G. M. F. Plantas Medicinais. Bananeiras: Editora Universitária/UFPB, 2011. 23p.

ALMEIDA, E. R. de. Educação, Etnobotânica e Plantas Medicinais: um estudo de caso no curso técnico em agroecologia (Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia, Campus Cacoal, Rondônia, Brasil). 152f. Doutorado (Doutorado em Educação em Ciências e Matemática) Programa de Pós-Graduação em Educação em Ciências e Matemática da Rede Amazônica em Educação em Ciências e Matemática, Universidade Federal de Mato Grosso, Cuiabá, 2018.

BRASIL. Ministério da Saúde. Secretaria de Ciência, Tecnologia e Insumos Estratégicos. Departamento de Assistência Farmacêutica e Insumos Estratégicos. Programa Nacional de Plantas Medicinais e Fitoterápicos / Ministério da Saúde, Secretaria de Ciência, Tecnologia e Insumos Estratégicos, Departamento de Assistência Farmacêutica e Insumos Estratégicos. – Brasília: Ministério da Saúde, 2009. 136 p.

BRASIL. Ministério da Saúde. Secretaria de Atenção à Saúde. Departamento de Atenção Básica. Política nacional de práticas integrativas e complementares no SUS: atitude de ampliação de acesso / Ministério da Saúde. Secretaria de Atenção à Saúde. Departamento de Atenção Básica. 2. ed. Brasília: Ministério da Saúde, 2015. 96 p.

BRASIL. Ministério da Saúde. Secretaria de Ciência, Tecnologia, Inovação e Insumos Estratégicos em Saúde. Departamento de Assistência Farmacêutica e Insumos Estratégicos. Relação Nacional de Medicamentos Essenciais: Rename 2020 [recurso eletrônico] / Ministério da Saúde, Secretaria de Ciência, Tecnologia, Inovação e Insumos Estratégicos em Saúde, Departamento de Assistência Farmacêutica e Insumos Estratégicos. Brasília: Ministério da Saúde, 2020. 217 p.

BRITO, Jefferson Almeida de; SANAVRIA, Argemiro; ABREU, João Batista Rodrigues de; VITA, Gilmar Ferreira; RIBEIRO, Carolina Marotta; CARRÃO, Danielly Laerzio; VILELA, Joice Aparecida Rezende; BESSA, Emerson Leitão. Resgate do conhecimento popular sobre plantas medicinais e sua aplicação na construção de um herbário didático por discentes de Curso Técnico em Meio Ambiente. Experiências em Ensino de Ciências, v. 14, n. 1, p. 461-480, 2019.

COSTA, J. B. de S. Um Estudo Etnobotânico sobre Plantas Medicinais com Base nos Saberes de um Grupo de Alunos da Educação de Jovens e Adultos. 58f. Dissertação (Mestrado em Ensino de Ciências e Educação Matemática) Programa de Pós-Graduação em Ensino de Ciências e Matemática, Universidade Estadual da Paraíba, Campina Grande, 2017.

COSTA, M. da. Plantas Medicinais no Ensino de Biologia do Timor-Leste. 103f. Dissertação (Mestrado em Educação em Ciências e Matemática) Programa de Educação em Ciências e Matemática, Universidade Federal de Goiás, Goiânia, 2010.

COUTINHO, D. F.; TRAVASSOS, L. M. A.; DO AMARAL, F. M. M. Estudo Etnobotânico de Plantas Medicinais Utilizadas em Comunidades Indígenas no Estado do Maranhão - Brasil. Visão Acadêmica, v. 3, n.1, p. 7-12, 2002.

DÁVILA, E. da S. As Plantas de Importância Médica na perspectiva dos Três Momentos Pedagógicos: desafios e potencialidades para o Ensino de Ciências. 154f. Doutorado (Doutorado em Educação em Ciências) Programa de Pós-Graduação em Educação em Ciências: Química da Vida e Saúde, Universidade Federal de Santa Maria, Santa Maria, 2018.

DILL, E. A. Plantas Medicinais, Ensino de Biologia e Educação de Jovens e Adultos: um estudo de caso na Escola Municipal Norberto José Gehlen (Comunidade Flor da Serra, Matupá, Mato Grosso). 100 f. Dissertação (Mestrado Profissional em Ensino de Ciências Naturais) Programa de Pós-Graduação em Ensino de Ciências Naturais, Universidade Federal de Mato Grosso, Cuiabá, 2015.

DI STASI, L.C. Plantas medicinais: verdades e mentiras: o que os usuários e os profissionais de saúde precisam saber. São Paulo: UNESP, 2007, 133p.

FERREIRA, N. S. de A. As pesquisas denominadas “Estado da Arte”. Educação & Sociedade, nº 79, p. 257-272, Agosto/2002.

FIGARO, A. K. O Ensino de Química e Seminário Integrado: valorizando a pesquisa do estudante a respeito dos saberes populares das plantas medicinais. 200f. Dissertação (Mestrado Profissional em Ensino de Ciências) Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Ensino de Ciências, Universidade Federal do Pampa, Bagé, 2015.

KOVALSKI, M. L. Diálogo entre o saber popular e o conhecimento científico: a etnobotânica das plantas medicinais na escola. 174f. Dissertação (Mestrado em Educação para a Ciência e a Matemática) Programa de Pós-Graduação em Educação para a Ciência e a Matemática) Universidade Estadual de Maringá, Maringá, 2011.

LIMA, J. A. Plantas Medicinais como temática de contextualização para uma aprendizagem significativa das funções orgânicas oxigenadas. 124f. Dissertação (Mestrado em Ensino de Ciências e Matemática) Programa de Pós-Graduação em Ensino de Ciências e Matemática, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia, Fortaleza, 2017.

LUSTOSA, Maria Aparecida Felix Soares; SANTOS, Larissa Araújo; ARAÚJO, Rafael Medeiros de; SILVA, Giselly Campos da; MARINHO, Maria das Graças Veloso; SILVA, Edevaldo da. Saberes relacionados ao uso de plantas medicinais e influência na prática didática dos estudantes de Mãe D’Água, Paraíba, Brasil. Scientia Plena, v. 13, n. 6, p. 1-9, 2017.

MACIEL, Flávia Rossi. Uma proposta didática sobre plantas medicinais nos anos iniciais do ensino fundamental na perspectiva Ciência-Tecnologia-Sociedade. 119f. Dissertação (Mestrado Profissional em Educação) Programa de Pós-Graduação Profissional em Educação do Centro de Educação e Ciências Humanas, Universidade Federal de São Carlos, São Paulo, 2016.

MERA, Jackeline Cristel Elizabeth; ROSAS, Lisandra Vieira; LIMA, Renato Abreu; PANTOJA, Tatyanna Mariucha de Araújo. Conhecimento, percepção e ensino sobre plantas medicinais em duas escolas públicas no município de Benjamin Constant – AM. Experiências em Ensino de Ciências, v. 13, n. 2, p. 62-79, 2018.

MINISTÉRIO DA SAÚDE. Plantas medicinais e fitoterápicos no SUS. Disponível em: https://www.saude.gov.br/acoes-e-programas/programa-nacional-de-plantas-medicinais-e-fitoterapicos-ppnpmf/plantas-medicinais-e-fitoterapicos-no-sus. Acessado em 22 abr 2020.

NASCIBEM, Fábio Gabriel; VIVEIRO, Alessandra Aparecida. Para além do conhecimento científico: a importância dos saberes populares para o ensino de ciências. Interacções, n. 39, p. 285-295, 2015.

SANTOS, Bruna Bertoloni dos; CAMPOS, Luciana Maria Lunardi. Plantas medicinais na escola: uma experiência com estudantes dos anos iniciais do ensino fundamental. REnCiMa, v. 10, n. 5, p. 271-290, 2019.

SILVA, D. da. A Química dos Chás: uma temática para o ensino de química orgânica. 99f. Dissertação (Mestrado em Educação em Ciências) Programa de Pós-Graduação em Ciências: Química da Vida e Saúde, Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2011.

SOUZA, T. F. de. Enfoque CTS para o Ensino do Conceito de Soluções: uma abordagem temática com plantas medicinais. 168f. Dissertação (Mestrado Profissional em Ensino de Ciências Naturais e Matemática) Programa de Pós-Graduação em Ensino de Ciências Naturais e Matemática, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2018.

XAVIER, Antônio Roberto; SAMPAIO, Maria Angerlane; COSTA, Elisangela André da Silva; VASCONCELOS, José Gerardo. Saberes Populares das Plantas Medicinais e o Ensino de Ciências na Educação de Jovens e Adultos. Cadernos de Pesquisa: Pensamento Educacional, v. 14, n. 36, p. 213-236, 2019.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


A Revista REPPE está cadastrada nos diretórios e indexada nas bases que seguem: 
DOAJ DIADORIM  Google Acadêmico    Latindex Sumarios

Licença Creative Commons
Revista Reppe está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.
Baseado no trabalho disponível em http://uenp.edu.br/reppe

 

Revista de Produtos Educacionais e Pesquisas em Ensino - REPPE - ISSN: 2526-9542