FOMENTANDO A CONSTRUÇÃO DE SIMULAÇÕES MENTAIS POR MEIO DA UTILIZAÇÃO DE SLIDES PARA O ENSINO DE RELATIVIDADE ESPECIAL

Maira Giovana de Souza, Agostinho Serrano

Resumo


O presente artigo apresenta a construção e a aplicação de um conjunto de 63 slides elaborados para trabalhar a temática da Teoria da Relatividade Especial. Para a construção do material didático, foi inicialmente realizada uma ampla revisão bibliográfica, e o material foi desenvolvido dentro da epistemológia de Laudan, buscando mostrar o desenvolvimento histórico da Teoria da Relatividade através da resolução de problemas anômalos que surgiram em seu desenvolvimento. Os slides contam com imagens, animações, gifs animados e vídeos, buscando fomentar a construção de simulações mentais pelos estudantes, dentro da perspectiva de Clement (1999). O produto foi utilizado com estudantes do terceiro ano do Ensino Médio de uma escola pública da rede estadual  de ensino durante as aulas de Física. Os estudantes responderam a pré e pós-testes e, após análise dos resultados, alguns foram selecionados e posteriormente entrevistados. Através de uma análise gestual descritiva das entrevistas pode-se concluir que o material teve uma influência significativa positiva para que os estudantes desenvolvessem simulações mentais que pudessem ser acessadas mesmo sem a presença dos slides, e estas simulações mentais são adequadas para que os mesmos resolvam com sucesso problemas de relatividade especial. 


Texto completo:

PDF

Referências


BRASIL. Ministério da Educação. Secretaria da Educação Média e Tecnológica, Brasília, Parâmetros Curriculares Nacionais: Física. Brasília: MEC/SEMTEC, 1998.

______. Ministério da Educação. Base Nacional Comum Curricular: Ensino Médio. Brasília: MEC/SEMTEC, 2018.

CHALMERS, A. F. O que é ciência afinal? São Paulo: Editora Brasiliense, 1993.

CLEMENT, J. J. Use of Physical Intuition and Simulation in Expert Problem Solving. Human Development, v. 6, n. 1, pp. 204-244, 1994.

CLEMENT, J. J.; STEINBERG, M. S. Step-wise evolution of mental models of electric circuits: a “learning-aloud” case study. Journal of Learning Sciences, v. 11, n. 4, pp. 389-452, 2002.

FREZZA, J. S. Construção de Modelos e Teorias Físicas: da Mecânica Clássica de Newton à Mecânica Relativística de Einstein. 2015, 95 f. Tese (Doutorado em Educação), Programa de Pós-Graduação em Educação, Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2015.

FOUREZ, G. Crise no Ensino de Ciências. Investigações em Ensino de Ciências, v. 8, n. 2, p. 109-123, 2003.

HAWKING, S. Uma Breve História do Tempo. 1ª edição. Rio de Janeiro: Editora Intrínseca, 2015. Traduzido de A Brief History of Time, 1988, por Ângelo Lessa.

LAUDAN, L. “O progresso e seus problemas: rumo a uma teoria do crescimento científico”. Editora Unesp, São Paulo, 2011. 352 p.

MONAGHAN, J. M.; CLEMENT, J. Use of a computer simulation to develop mental simulations for understanding relative motion concepts. International Journal of Science Education, v. 21, n. 9, p. 921-944, 1999.

MONÇORES, E. O. Uma Proposta para Facilitar a Prática Docente no Ensino da Teoria da Relatividade Especial no Ensino Médio. 2014. 70 f. Dissertação (Mestrado em Ensino de Ciências) Programa de Pós-Graduação em Ensino de Ciências, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio de Janeiro, Nilópolis, 2014.

NOGUEIRA, B. M.; BÓ, A. D.; ESTIVALET, A.; COSTA, D. Fatores de Desinteresse e a Experimentação no Ensino de Ciências da Natureza. XV Encontro sobre Investigação na Escola, Porto Alegre, julho de 2018.

SILVA, Boniek Venceslau de Cruz. A natureza da ciência pelos alunos do ensino médio: um estudo exploratório. Latin-American Journal of Physics Education, v. 4, n. 3, 620-627, setembro de 2010.

STEPHENS, A. L.; CLEMENT, J. J. Documenting the use of expert scientific reasoning processes by high school physics students. Physical Review Special Topics: physics education research, College Park, v. 6, n. 2, p. 20122/1-20122/15, 2010.

STEPHENS, A. L.; CLEMENT, J. J. Use of physics simulations in whole class and small group settings: Comparative case studies. Computers & Education, v. 86, n. 86, 137-156, 2015

TERRAZZAN, Eduardo Adolfo. A inserção da Física Moderna e Contemporânea no Ensino de Física na escola de 2 º grau. Caderno Catarinense de Ensino de Física, Florianópolis, v. 9, n. 3, 209-214, dezembro de 1992. D

TREVISAN, R.; SERRANO, A.; WOLFF, J. F. S.; RAMOS, A. F. Peeking into their mental imagery: The Report Aloud technique in science education research. Ciência e Educação, Bauru, v. 25, n. 3, 647-664, novembro, 2019.

VIZZOTTO, Patrick A.; MACKEDANZ, Luiz F. Alfabetização científica e a Contextualização do conhecimento: um estudo da Física aplicada ao trânsito. Revista Brasileira de Ensino de Física, v. 42, n. 1, 2020.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


A Revista REPPE está cadastrada nos diretórios e indexada nas bases que seguem: 
DOAJ DIADORIM  Google Acadêmico    Latindex Sumarios

Licença Creative Commons
Revista Reppe está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.
Baseado no trabalho disponível em http://uenp.edu.br/reppe

 

Revista de Produtos Educacionais e Pesquisas em Ensino - REPPE - ISSN: 2526-9542