PROJETOS EM EDUCAÇÃO AMBIENTAL: INSERINDO A EA NO CONTEXTO ESCOLAR

Daniel Mazurek, Adriana Massaê Kataoka, Jorge Sobral da Silva Maia

Resumo


A crise socioambiental sem precedentes, que a humanidade enfrenta, leva-nos a refletir sobre a relação da sociedade com a natureza. Diante disso, a Educação Ambiental (EA) se apresenta como alternativa de enfrentamento desse cenário, por meio de reflexões críticas e embasadas teoricamente. Vê-se, nesse âmbito, que, em muitos casos, as reflexões sobre Educação Ambiental se iniciam nos espaços escolares, prevalecendo, contudo, um viés conservador e pragmático. O objetivo deste artigo é relatar a avaliação de uma sequência didática, realizada por professores e desenvolvida para proporcionar e auxiliar a implementação de projetos em EA, por docentes, em ambiente escolar. Após a elaboração, o material foi enviado para avaliação de professores da rede pública de ensino. Todas as respostas foram positivas em relação ao conteúdo apresentado, pois os professores responderam que a sequência didática os fez perceber a EA de uma maneira mais crítica e destacaram que usariam o material se desenvolverem um projeto, nessa área, com seus alunos. Dessa forma, entendemos que o material alcançou o objetivo final de despertar o pensamento crítico.


Texto completo:

PDF

Referências


CARVALHO, I. C. de M. Educação ambiental: a formação do sujeito ecológico. 4. ed. São Paulo: Cortez, 2008.

FREIRE, P. Conscientização: teoria e prática da libertação: uma introdução ao pensamento de Paulo Freire. 3. ed. São Paulo: Moraes, 1980.

FREIRE, P. Pedagogia do Oprimido. 17ª ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1987.

FREITAS, M. et al. Representações sociais de ambiente de professores, funcionários e alunos numa escola privada de Pitanga – PR. Revista Eletrônica do Mestrado em Educação Ambiental, Rio Grande, ed. Especial XVI Encontro Paranaense de Educação Ambiental, p. 228-242, set. 2017.

GODOY, A. S. Pesquisa qualitativa: tipos fundamentais. Revista de administração de empresas, São Paulo, v. 35, n. 3, p. 20-29, maio-jun. 1995.

GIL, A. C. Métodos e técnicas de pesquisa social. 5. ed. São Paulo: Atlas, 1999.

GIROUX, H. A. Os professores como intelectuais: rumo a uma nova pedagogia crítica de aprendizagem. Tradução Daniel Bueno. Porto Alegre: Artes Médicas, 1997.

LAYRARGUES, P. P.; LIMA, G. F. da C. As macrotendências político pedagógicas da educação ambiental brasileira. Ambiente e Sociedade, São Paulo, v. XVII, n 1, p. 23-40, jan.-mar. 2014.

LEFF. H. Epistemologia ambiental. Tradução Sandra Valenzuela. São Paulo: Cortez, 2001.

LOUREIRO, C. F. B. Trajetória e fundamentos da educação ambiental. 4. ed. São Paulo: Cortez, 2012.

LOUREIRO, C. F. B. Aspectos históricos, epistemológicos e ontológicos da educação ambiental crítica. In: In: RODRIGUES, Daniela G.; SAHEB, D. (Org.) Investigações em educação ambiental. Curitiba: CVR, 2018. cap. 1, p.17- 40.

LOPES, E. da S. et al. Concepções sobre Educação Ambiental: desafios para pensar situações metodológicas e o Ensino de Ciências. Revista Eletrônica do Mestrado em Educação Ambiental, Rio Grande. v. 37, n. 3. Seção especial: XI EDEA - Encontro e Diálogos com a Educação Ambiental. p. 400-415. mai./ago. 2020.

MAIA, J. S. da S. Educação ambiental crítica e formação de professores. 1. ed. Curitiba: Appris, 2015.

MORIN, E. Introdução ao pensamento complexo. Tradução Eliane Lisboa. Porto Alegre: Sulina, 2011.

MORIN, E. A cabeça bem-feita: repensar a reforma, reformar o pensamento. Tradução Elóa Jacobina. 23. ed. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2017.

SAHEB, D.; RODRIGUES, D. G. A educação ambiental na educação infantil: limites e possibilidades. Cadernos de Pesquisa, São Luís, v. 23, n. 1, 2016.

SANTOS, D. A. A complexidade envolvida na prática da educação ambiental pelos professores. 2019. 84f. Dissertação (Mestrado em Ensino de Ciências Naturais e Matemática) – Universidade Estadual do Centro-Oeste, Guarapuava, 2019.

TEIXEIRA, L. A. et al. Educação ambiental crítica e pedagogia histórico-crítica: contribuições para a inserção da educação ambiental na educação escolar. In: RODRIGUES, D. G.; SAHEB, D. Investigações em educação ambiental. Curitiba: CVR, 2018.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


A Revista REPPE está cadastrada nos diretórios e indexada nas bases que seguem: 
DOAJ DIADORIM  Google Acadêmico    Latindex Sumarios

Licença Creative Commons
Revista Reppe está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.
Baseado no trabalho disponível em http://uenp.edu.br/reppe

 

Revista de Produtos Educacionais e Pesquisas em Ensino - REPPE
ISSN: 2526-9542