Editorial

Rudolph dos Santos Gomes Pereira

Resumo


Prezados(as) leitores(as)

A REPPE: Revista de Produtos Educacionais e Pesquisa em Ensino, vinculada ao Programa de Pós-Graduação em Ensino da Universidade Estadual do Norte do Paraná (UENP), acaba de publicar a segunda edição do quarto volume, contemplando estudos relevantes desenvolvidos sobre diversos temas na área de Ensino.

Os autores Pereira e Leite, no primeiro artigo, objetivaram apresentar as ações norteadoras no desenvolvimento de um produto educacional (um aplicativo) elaborado no Programa de Mestrado Profissional em Química em Rede Nacional (PROFQUI), intitulado FoQ1 Química. 

Na sequência, Goldschmidt et al., no segundo artigo, trazem um relato de experiência, como parte da vivência dos alunos no Programa Institucional de Bolsas de Iniciação à Docência Biologia, da UFSM, Palmeira das Missões. Objetivaram elaborar, desenvolver e avaliar uma estratégia didática de modelização, intitulada “Bicho de Sete Cabeças”, para a construção e apreensão de conceitos de Biologia Celular, tecidual e dos sistemas do corpo humano para o Ensino Médio.

O terceiro artigo, de Carvalho e Macêdo, apresenta a construção de uma ferramenta educacional em auxílio ao processo de ensino e aprendizagem de geometria plana. Sua funcionalidade consiste em desenhar figuras geométricas, tais como quadrados, hexágonos, retângulos, circunferência, entre outras. Além disso, a ferramenta desenvolvida é capaz de calcular área e perímetro de polígonos regulares. Seu potencial está na precisão dos desenhos. Foi utilizada a placa eletrônica denominada Arduino e alguns de seus periféricos, que tem como característica ser de baixo custo, permitindo aprender na prática, aproximando, assim, a Matemática da sua realidade. Sua programação é acessível para aqueles sem conhecimento de informática, pois utiliza a linguagem C++. Após um primeiro contato com os conceitos básicos já é possível programar a ferramenta para desenhar figuras geométricas. 

No quarto artigo, Motta e Lage analisam a relação entre a Ciência e a comunidade da Vila de Dois Rios (Ilha Grande - RJ) e propõem o uso de animações como estratégia de divulgação científica na região.

Versuti et. al., no quinto artigo, desenvolvem uma análise da rede formada pela proposta do currículo para a educação infantil do município de São Paulo em relação aos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS). A pesquisa que dá origem a este texto pode ser entendida como de metodologia mista, desenvolvendo-se a partir das técnicas de Análise de Redes Sociais (ARS) e do software Gephi, responsável pelas estatísticas e pela composição dos grafos. Os grafos elaborados sugerem que os ODS atuam, na proposta curricular para educação infantil, como mediadores entre pautas macro, ou internacionais, e questões temáticas locais da rede municipal de ensino. A categorização, pautada nos documentos oficiais da secretaria municipal de educação, dá suporte à ARS e permite inferir os vínculos entre os ODS e os objetivos relacionados à aprendizagem preconizados nos documentos oficiais da rede de ensino investigada. 

No artigo sexto, Paixão, Rodrigues e Silva e Toledo apresentam um estudo de uma atividade de produção de vídeos sobre saneamento básico desenvolvido por alunas e alunos do Ensino Fundamental ll em uma escola da rede pública. Essa atividade foi pensada a partir dos princípios da abordagem Ciência, Tecnologia, Sociedade e Ambiente, a fim de favorecer uma Educação em Direitos Humanos. A análise dos dados obtidos em todo processo educativo tomou como base os referenciais teóricos metodológicos da Teoria Ator-Rede, que permitiu analisar os fluxos e movimentos, tendo por base os actantes que, no caso desse trabalho, são alunos, professor, vídeos e fotos.

Os autores Leal e Machado Júnior, no sétimo artigo, apresentam uma sequência didática com situações de ensino, envolvendo o objeto de conhecimento: problemas envolvendo diferentes significados da adição e da subtração (juntar, acrescentar, separar, retirar), com o intuito de possibilitar aos professores da educação básica, em especial, professores que atuam nos três primeiros anos do I ciclo do Ensino Fundamental, uma proposta metodológica que favoreça o processo de ensino e aprendizagem dos conteúdos matemáticos colocados em foco. Na construção do estudo, adotou-se como aporte teórico a Teoria das Situações Didáticas (TSD), segundo os princípios expressos por Brousseau.

No oitavo artigo, Souza e Serrano apresentam a construção e a aplicação de um conjunto de 63 slides elaborados para trabalhar a temática da Teoria da Relatividade Especial. Para a construção do material didático, foi inicialmente realizada uma ampla revisão bibliográfica e o material foi desenvolvido dentro da epistemológia de Laudan, buscando mostrar o desenvolvimento histórico da Teoria da Relatividade por meio da resolução de problemas anômalos que surgiram em seu desenvolvimento.

Basso e Locatelli, no nono artigo, buscaram evidenciar um recorte do “estado da arte” em dissertações e teses disponibilizadas eletronicamente e de acesso público no catálogo de teses e dissertações da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES), no âmbito das plantas medicinais no ensino de Ciências. 

No décimo e último artigo, Santiago, Nunes e Alves analisaram o nível de letramento científico e as crenças sobre as relações entre ciência, tecnologia, sociedade e ambiente (CTSA) de alunos do curso de Pedagogia. 

Assim, diante dessa gama de proposições, desejamos que este número da REPPE promova inquietações e reflexões acerca dos diversificados temas apresentados.

Boa leitura!

 

Cornélio Procópio (PR), dezembro de 2020.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


A Revista REPPE está cadastrada nos diretórios e indexada nas bases que seguem: 
DOAJ DIADORIM  Google Acadêmico    Latindex Sumarios

Licença Creative Commons
Revista Reppe está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.
Baseado no trabalho disponível em http://uenp.edu.br/reppe

 

Revista de Produtos Educacionais e Pesquisas em Ensino - REPPE - ISSN: 2526-9542