A TEMÁTICA AUTOMEDICAÇÃO NAS AULAS DE QUÍMICA ORGÂNICA: UMA PROPOSTA DE UNIDADE DE ENSINO POTENCIALMENTE SIGNIFICATIVA

Danielle Prazeres Reppold, Daniele Trajano Raupp, Lara Colvero Rockenbach, Schana Andréia da Silva

Resumo


Este trabalho apresenta uma sequência didática, denominada Unidade de Ensino Potencialmente Significativa (UEPS) para o ensino de funções orgânicas nitrogenadas, tendo como alicerce a Teoria da Aprendizagem Significativa de Ausubel. Considerando que conhecimento prévio dos estudantes influencia fortemente a aprendizagem, torna-se relevante a abordagem da temática automedicação, uma vez que tal prática vem sendo amplamente discutida em âmbito mundial e estudos recentes demonstram dados expressivos sobre o consumo de medicamentos de forma irracional pelos adolescentes. A justificativa para o desenvolvimento dessa estratégia de ensino baseia-se no fato de que os estudantes ainda dependem excessivamente da memorização para compreensão das funções e nomenclatura dos compostos orgânicos, e os problemas abordados em aula são geralmente resolvidos sem um entendimento mais profundo. A estrutura da unidade de ensino aqui apresentada comtempla atividades como situações-problemas, construção de mapas conceituais, interpretação de poemas, tribunal simulado, entre outras. Tais atividades visam favorecer não só domínio conceitual como também a atribuição de novos significados aos conceitos de ensino na busca da superação da aprendizagem mecânica, puramente memorística. Como resultado, espera-se que esta unidade evidencie a relação intrínseca entre os conceitos científicos e o cotidiano, contribuindo para motivação e, consequentemente, para o aprendizado em química orgânica e que também possa fornecer subsídios para os professores que desejarem adotar essa estratégia de ensino com diferentes conteúdos e temáticas. Finalmente, salienta-se que, diante dos desafios impostos na atualidade, devido à pandemia do novo coronavírus, o produto educacional foi desenvolvido para utilização em diferentes modalidades de ensino.  


Texto completo:

PDF

Referências


ALMEIDA, Dayane Celestino de. Estudo semiótico do poema “Para um monumento ao antidepressivo”, de Paulo Henriques Britto. Estudos Semióticos, v. 6, n. 1, p. 78-85, 2010. Disponível em: https://www.revistas.usp.br/esse/article/view/49261. Acesso em: 24 fev. 2021.

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DA INDÚSTRIA DE MEDICAMENTOS ISENTOS DE PRESCRIÇÃO. Informação e automedicação responsável. São Paulo, 2003. 9 p.

AUSUBEL, David Paul. Aquisição e retenção de conhecimentos: uma perspectiva cognitiva. Tradução de Lígia Teopisto. Lisboa: Editora Plátano, 2003. 456 p.

AUSUBEL, David. Paul; NOVAK, Joseph. Donald.; HANESIAN, Helen. Psicologia Educacional. 2. ed. Rio de Janeiro: Editora Interamericana,1980. 625 p.

BARRERA, Sylvia Domingos. Teorias cognitivas da motivação e sua relação com o desempenho escolar. Poiesis Pedagógica, v. 8, n. 2, p. 159-175, 2010. Disponível em: https://www.revistas.ufg.br/poiesis/arti- cle/view/14065. Acesso em: 02 fev. 2021.

CALIXTO, Carolina Maria Fioramonti; CAVALHEIRO, Éder Tadeu Gomes. Penicilina: efeito do acaso e momento histórico no desenvolvimento científico. Química Nova na escola, v. 34, n. 3, p. 118-123, 2012. Disponível em: http://qnesc.sbq.org.br/online/qnesc34_3/03-QS-92-11.pdf. Acesso em: 08 fev. 2021.

CONCEIÇÃO, Adriano Nardi; CORREIA, Paulo Rogério Miranda. Por que definir a pergunta focal dos mapas conceituais é importante? A identificação de mapas superficiais sem erros conceituais. Investigações em Ensino de Ciências, v. 25, n. 3, p.471-486, 2020. Disponível em: https://www.if.ufrgs.br/cref/ojs/index.php/ienci/article/view/2076. Acesso em:16 jan. 2021.

FREITAS, Savana dos Anjos; ANDRADE NETO, Agostinho Serrano de. A utilização do jogo Angry Birds Space na aprendizagem de conceitos de lançamento de projéteis e de gravidade no ensino fundamental: uma proposta de unidade de ensino potencialmente significativa. Revista Brasileira de Ensino de Ciências e Matemática, v. 1, n. 2, p. 214-225, 2018. Disponível em: http://seer.upf.br/index.php/rbecm/article/view/8983. Acesso em:16 jan. 2021.

GRAULICH, Nicole. The tip of the iceberg in organic chemistry classes: how do students deal with the invisible? Chemistry Education Research and Practice, v. 16, n. 1, p. 9-21, 2015. Disponível em:https://pubs.rsc.org/en/content/articlelanding/2015/rp/c4rp00165f. Acesso em: 27 jan. 2021.

HUERTAS, Melby Karina; URDAN, André Torres. Propaganda de medicamentos no Brasil: informação ou emoção. In: 28º ENCONTRO ANUAL DA ASSOCIAÇÃO NACIONAL DOS PROGRAMAS DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ADMINISTRAÇÃO, 2004, Maringá/PR. Anais [...] Maringá/PR: ANPED, 2004. Acesso em: 05 fev. 2021.

KINCHIN, Ian M.; HAY, David B.; ADAMS, Alan. How a qualitative approach to concept map analysis can be used to aid learning by illustrating patterns of conceptual development. Educational Research, v. 42, n. 1, p. 43-57, 2000.

KLEIN, David R. Organic Chemistry as a Second Language: First Semester Topics. John Wiley & Sons, 2019.

KONFLANZ, Gabriel Müller et al. Unidade de Ensino Potencialmente Significativa mediada pelas Tecnologias de Informação e Comunicação para o ensino de Séries de Fourier. Revista Brasileira de Ensino de Ciências e Matemática, v. 2, n. 2, 2019. Disponível em: http://seer.upf.br/index.php/rbecm/article/view/10021. Acesso em: 23 nov. 2021.

KRASILCHIK, Myriam. Reformas e realidade: o caso do ensino das ciências. São Paulo em perspectiva, v. 14, n. 1, p. 85-93, 2000. Disponível em:https://www.scielo.br/j/spp/a/y6BkX9fCmQFDNnj5mtFgzyF/?lang=pt&format=pdf. Acesso em: 05 jan. 2021.

LEITE, Tarso Leandro Holanda; OLENKA, Laudileni. Aprendizagem significativa a partir de uma sequência didática para o estudo de lentes esféricas. REPPE-Revista de Produtos Educacionais e Pesquisas em Ensino, v. 2, n. 2, p. 110-134, 2018. Disponível em: http://seer.uenp.edu.br/index.php/reppe/article/view/1500. Acesso em: 25 jan. 2021.

LORENZETTI, Leonir; SILVA, Virginia Rotters da. A utilização dos mapas conceituais no ensino de ciências nos anos iniciais. Revista Espaço Pedagógico, v. 25, n. 2, p. 383-406, 2018. http://seer.upf.br/index.php/rep/article/view/8170. Acesso em:14 jan. 2021.

MANASSI, Norton Pizzi. A Calculadora HPI7BII+ como Aporte Tecnológico no Ensino de Matemática Financeira no Pronatec: Possibilidade para uma Aprendizagem mais significativa. Teses e Dissertações PPGECIM, 2015. Disponível em: http://www.ppgecim.ulbra.br/teses/index.php/ppgecim/article/view/216. Acesso em:14 jan. 2021.

MIRANDA FILHO, Jorge Paulo de; ANDRADE JÚNIOR, Francisco Patricio de; MONTENEGRO, Camila de Albuquerque. Cuidados farmacêuticos e os medicamentos isentos de prescrição: revisão integrativa da literatura. Archives of Health Investigation, v. 10, n. 1, p. 153-162, 2021. Disponível em:https://www.archhealthinvestigation.com.br/ArcHI/article/view/4903.Acesso em: 6 jan. 2021.

MOREIRA, Marco Antonio. Teorias de aprendizagem. 1. ed. São Paulo: Editora pedagógica e universitária, 1999. 195 p.

MOREIRA, Marco Antônio. Unidades de enseñanza potencialmente significativas – UEPS. Aprendizagem Significativa em Revista, v. 1, n. 2, p. 43-63, 2011. Disponível em:http://www.if.ufrgs.br/asr/artigos/Artigo_ID10/v1_n2_a2011.pdf. Acesso em:10 dez. 2020.

PARDO, Inês Maria Crespo Gutierres et al . Automedicação: prática frequente na adolescência? Estudo em uma amostra de estudantes do ensino médio de Sorocaba. Revista da Faculdade de Ciências Médicas de Sorocaba, v. 15, n. 2, p. 11-15, 2013. Disponível em: https://revistas.pucsp.br/index.php/RFCMS/article/view/10399 . Acesso em: 28 jan. 2021.

PAZINATO, Maurícius S. et al. Uma abordagem diferenciada para o ensino de funções orgânicas através da temática medicamentos. Química Nova na Escola, v. 34, n. 1, p. 21-25, 2012. Disponível em: http://qnesc.sbq.org.br/online/qnesc34_1/05-EA-43-11.pdf. Acesso em:14 jan. 2021.

RAUPP, Daniele Trajano; PROCHNOW, Tania Renata; DEL PINO, José Cláudio. História e contextualização no ensino de estereoquímica: uma proposta de abordagem para o ensino médio. Revista Contexto & Educação, v. 35, n. 112, p. 432-455, 2020. Disponível em: https://www.revistas.unijui.edu.br/index.php/contextoeducacao/article/view/8453. Acesso em:14 jan. 2021.

RAUPP, Daniele Trajano; REPPOLD, Danielle Prazeres. Ensino de química contextualizado: analisando as diferentes perspectivas dos artigos publicados na revista Química Nova na Escola de 2009-2019. Brazilian Journal of Development, v. 6, n. 4, p. 17322-17332, 2020. Disponível em: https://www.brazilianjournals.com/index.php/BRJD/article/view/8430. Acesso em:10 dez. 2020.

REPPOLD, Danielle Prazeres; RAUPP, Daniele Trajano; PAZINATO, Maurícius Selvero. A temática automedicação na abordagem do conteúdo de funções orgânicas: um relato de experiência do estágio de docência em Química. Revista Insignare Scientia-RIS, v. 4, n. 2, p. 97-109, 2021. Disponível em:https://periodicos.uffs.edu.br/index.php/RIS/article/view/12076. Acesso em: 25 jan. 2021.

ROCKENBACH, Lara Colvero et al. Estereoquímica em plantas medicinais: uma proposta de unidade de ensino potencialmente significativa para o ensino médio. REPPE - Revista de Produtos Educacionais e Pesquisas em Ensino, v. 4, n. 1, p. 49-75, 2020. Disponível em: http://seer.uenp.edu.br/index.php/reppe/article/view/1843. Acesso em:15 jan. 2021.

SANTOS, Wildson Luiz Pereira dos; MORTIMER, Eduardo Fleury. Concepções de professores sobre contextualização social do ensino de química e ciências. Reunião Anual da Sociedade Brasileira de Química, v. 22, 1999. Acesso em:12 fev. 2021.

SANTOS, Wildson Luiz Pereira dos. Química & Sociedade. Projeto de Ensino de Química e Sociedade. 1 ed. Moderna, 2005.742 p.

SCHITTLER, Daniela; MOREIRA, Marco A. Laser de rubi: uma abordagem baseada em unidades de ensino potencialmente significativas (UEPS). Latin-American Journal of Physics Education. v. 8, n. 2, p. 263 - 273, jun., 2014. Disponível em:http://citeseerx.ist.psu.edu/viewdoc/download?doi=10.1.1.667.7477&rep=rep1&type=pdf#page=34. Acesso em:15 jan. 2021.

SILVA, Erivanildo Lopes da; MARCONDES, Maria Eunice Ribeiro. Visões de contextualização de professores de química na elaboração de seus próprios materiais didáticos. Ensaio Pesquisa em Educação em Ciências (Belo Horizonte), v. 12, n. 1, p. 101-118, 2010. Disponível em: https://www.scielo.br/j/epec/a/4zHBSsbkT6fqb53byP5Vdns/?format=pdf〈=pt. Acesso em:15 jan. 2021.

SILVA, Maria Laura Maciel da; PINHEIRO, Paulo César. A educação química e o problema da automedicação: relato de sala de aula. Química Nova na escola, v. 35, n. 2, p. 92-99, 2013. Disponível em: http://qnesc.sbq.org.br/online/qnesc35_2/05-RSA-93-11.pdf. Acesso em:16 jan. 2021.

SOUZA, Paulo Vitor Teodoro de et al. Tribunal Simulado como Estratégia de Intervenção Pedagógica para o Ensino de Química. Revista Debates em Ensino de Química, v. 5, n. 1 ESP, p. 5-15, 2019. Disponível em:http://www.journals.ufrpe.br/index.php/REDEQUIM/article/view/2300 Acesso em:12 jan. 2021.

TAVARES, Romero. Aprendizagem significativa. Revista conceitos, v. 55, n. 10, 2004.

VÁZQUEZ GONZÁLEZ, Carlos. Reflexiones y ejemplos de situaciones didácticas para una adecuada contextualización de los contenidos científicos en el Proceso de enseñanza. Revista Eureka sobre Enseñanza y Divulgación de las Ciencias, v.1, n.3, p. 214-223, 2004. Disponível em: https://revistas.uca.es/index.php/eureka/article/view/3949. Acesso em:19 jan. 2021.

VEIGA, Léia Aparecida; FONSECA, Ricardo Lopes. O tribunal simulado como proposta didático-pedagógica para a formação inicial do professor de geografia na perspectiva da aprendizagem baseada em problemas (PBL). GEOUSP Espaço E Tempo (Online), v. 22, n. 1, p. 153-171, 2018. Disponível em: https://www.revistas.usp.br/geousp/article/view/125843. Acesso em:15 jan. 2021.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


A Revista REPPE está cadastrada nos diretórios e indexada nas bases que seguem: 
DOAJ DIADORIM  Google Acadêmico    Latindex Sumarios

Licença Creative Commons
Revista Reppe está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.
Baseado no trabalho disponível em http://uenp.edu.br/reppe

 

Revista de Produtos Educacionais e Pesquisas em Ensino - REPPE - ISSN: 2526-9542