PROPOSTA DE TAREFAS PARA MOBILIZAÇÃO DE CAPACIDADES DO PENSAMENTO CRÍTICO UTILIZANDO HISTÓRIAS EM QUADRINHOS

Carlos Augusto Luz, André Luis Trevisan

Resumo


No intuito de investigar recursos e estratégias de ensino e de aprendizagem que permitam aos alunos mobilizar de forma intencional e explícita capacidades do pensamento crítico (PC), a utilização das Histórias em Quadrinhos (HQs) mostra-se como uma possibilidade. Nosso objetivo aqui é apresentar um produto educacional, na forma de uma sequência de tarefas envolvendo a utilização de HQs destinada ao 2º ano do Ensino Médio e associada ao conteúdo estruturante Biogeoquímica, mais especificamente, a Termoquímica para mobilização de algumas das capacidades do PC. As etapas que serviram para elaboração dessa proposta de produto educacional incluíram o desenvolvimento de tarefas que requeriam a mobilização de conhecimento científico e capacidades do PC. Para implementação, sugere-se que as aulas sejam organizadas em três momentos: apresentação da sequência de tarefas aos alunos, realização das tarefas pelos alunos e síntese e avaliação do trabalho realizado. Destaca-se, aqui, o potencial de replicabilidade da sequência didática na medida em que o professor pode aplicá-la diretamente em sua turma como aqui proposto ou propor ajustes em função de seus objetivos de ensino, promovendo o envolvimento dos alunos a partir da proposição de questões incitativas do uso de capacidades do PC.


Texto completo:

PDF

Referências


ARAÚJO, A. O impacto da linguagem dos quadrinhos no ensino de ciências. Dissertação (Mestrado em Educação) - Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte, 2015.

BORDONI, A. J. O Potencial de uma oficina temática de Química para a promoção das Capacidades de Pensamento Crítico. 2018, 153 f. Dissertação (Mestrado) – Programa de Pós-Graduação em Educação para a Ciência e a Matemática, Universidade Estadual de Maringá, Maringá, 2018.

BRASIL. Lei n. 9394/96. Diário Oficial da União. Brasília, DF, 20 de dezembro de 1996.

BRASIL. Ministério da Educação; Secretaria de Educação Básica; Secretaria de Educação Continuada, Alfabetização, Diversidade e Inclusão; Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica. Conselho Nacional de Educação; Câmara de Educação Básica. Diretrizes Curriculares Nacionais da Educação Básica. Brasília: MEC; SEB; DICEI, 2017.

CANAL, R. Pensamento crítico: algumas de suas características, valor e outros problemas. In: VIEIRA, R. M. et al. Pensamento crítico na educação: perspetivas atuais no panorama internacional. Aveiro: Universidade de Aveiro, 2014, p. 119-138.

CHER, G. G.; SILVEIRA, M. P. Análise de uma Unidade Didática quanto ao seu enquadramento na Orientação Ciência-Tecnologia-Sociedade e Pensamento Crítico. Indagatio Didactica, v. 12, p. 537-556, 2020.

ENNIS, R. H. A taxonomy of critical thinking dispositions and abilities. In: BARON, J. B.; STERNBER, R. J. (Eds.), Teaching thinking Skills: Theory and practice. Nova Iorque: W. H. Freeman and Company, 1987.

HALPERN, D. F. Thought and knowledge: an introduction to critical thinking. Mahwah: Lawrence Erlbaum Associates, 2013.

IWATA, A. Y.; LUPETTI, K. O. A Alfabetização científica em química por meio das histórias em quadrinhos. In: X ENPEC - Encontro Nacional de Pesquisa em Educação em Ciências, 2015, Águas de Lindóia. Anais... ENPEC, 10. Águas de Lindóia: ABRAPEC, 2015. v. 1. p. 1-8.

JACQUES, V. A energia no ensino fundamental: o livro didático e as concepções alternativas. 2008. Dissertação (Mestrado em Educação Científica e Tecnológica). Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, 2008.

KUNDLATSCH, A.; CORTELA, B. S. C. Uma revisão de base cienciométrica sobre as Histórias em Quadrinhos no Ensino de Química: uma análise do ENPEC, ENEQ e RASBQ. Revista Eletrônica Ludus Scientiae, v. 2, p. 01-13, 2019.

LEÃO, N. M. M.; KAHLIL, J. B. Concepções alternativas e os conceitos científicos: uma contribuição para o ensino de ciências. Latin American Journal of Physics Education, v. 4, p. 4601-4603, 2015.

LEÃO, N. M. M.; KAHLIL, J. B. Concepções Alternativas como obstáculos no Ensino- Aprendizagem da disciplina Física. Latin American Journal of Science Education, v. 4, n.2, p.1-10, 2017.

LORENZONI, M. B.; RECENA, M. C. P. Contextualização do ensino de termoquímica por meio de uma sequência didática baseada no cenário regional "queimadas" com experimentos investigativos. Experiências em Ensino de Ciências, v. 12, p. 40-65, 2017.

LUZ, C. A. O ensino de termoquímica por meio de histórias em quadrinhos: possibilidades para abordagem e problematização de conceitos. 2020.. Dissertação (Mestrado Profissional em Química) – Universidade Estadual de Londrina, Londrina, 2020.

MÓL, G. S; NERI DE SOUZA, F. É possível estimular o pensamento crítico através de perguntas de um livro didático de Química? Pensamento Crítico na Educação: perspectivas atuais no panorama internacional. UA Editora, p. 217-2035, Aveiro, 2014.

MORTIMER, E. F.; AMARAL, L. O. F. Quanto mais quente melhor: calor e temperatura no ensino de termoquímica. Química Nova na Escola, n.7, p. 30-34, 1998.

MORTIMER, E. F.; AMARAL, E. M. R. Uma proposta de perfil conceitual para o conceito de calor. Revista Brasileira de Pesquisa em Educação em Ciências, Porto Alegre, v. 1, n.3, p. 5-18, 2001.

PARANÁ. Secretaria de Estado da Educação. Diretrizes Curriculares da Educação Básica. Curitiba: SEED/DEB-PR, 2008.

SANTOS, R. O.; FERREIRA, M. L. O.; PASSOS, C. R. S.; SOUZA, D. A.; SILVA JUNIOR, A. J.; ALEXANDRINO, D. M. Alfabetização científica usando conceitos de eletroquímica e o meio ambiente a partir de histórias em quadrinhos. Enseñanza de las ciencias, v. 01, p. 5347- 5354, 2017.

SILVA, D. A. M. Análise dos conteúdos termodinâmicos em livros de química e física do ensino médio. 2012. 114 f. Dissertação (Mestrado em Química) – Instituto de Química, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2012.

STEIN, M.H.; SMITH, M.S. Tarefas matemáticas como quadro para reflexão. Educação e Matemática, n.105, p. 22-28, 2009.

TENREIRO-VIEIRA, C.; VIEIRA, R. M. Educação em Ciências e Matemática com orientação CTS promotora do pensamento crítico. Revista Iberoamericana de Ciencia, Tecnología y Sociedad, v. 11, n.33, p.143-159, 2016.

TENREIRO-VIEIRA, C.; VIEIRA, R. M. Promover o pensamento crítico em ciências na escolaridade básica: propostas e desafios. Revista Latinoamericana de Estudios Educativos, v. 15, n.1, p. 36-49, 2019.

VIEIRA, R.M. Didática das Ciências para o Ensino Básico. Faro: Sílabas e Desafios, 2018.

VIEIRA, R. M.; TENREIRO-VIEIRA, C.; MARTINS, I. A educação em ciências com orientação CTS. Porto: Areal Editores, 2011.

VIEIRA, R.M.; TENREIRO-VIEIRA, C. Fostering scientific literacy and critical thinking in elementary science education. International Journal of Science and Mathematics Education, v.13, n. 61, 659-680, 2016.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


A Revista REPPE está cadastrada nos diretórios e indexada nas bases que seguem: 
DOAJ DIADORIM  Google Acadêmico    Latindex Sumarios

Licença Creative Commons
Revista Reppe está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.
Baseado no trabalho disponível em http://uenp.edu.br/reppe

 

Revista de Produtos Educacionais e Pesquisas em Ensino - REPPE
ISSN: 2526-9542