DA GREVE AO BOICOTE: OS VÁRIOS SIGNIFICADOS E AS NOVAS POSSIBILIDADES DAS LUTAS OPERÁRIAS

Márcio Túlio Viana

Resumo


A greve consegue ser muitas coisas de uma vez só: é momento de liberdade, de pausa, de rebelião e de sonho; tem traços de homem e de mulher; arroubos de jovem e racionalidade de adulto. Exatamente por isso, as leis estão sempre tentando capturá-la, e ela sempre buscando fugir. Historicamente, a greve foi e tem sido a grande arma do sindicato não só para criar direitos, como para torná-los mais eficazes; e não apenas para fins trabalhistas, mas para a promoção das classes oprimidas em geral. Hoje, porém, a greve e o sindicato estão em crise – que se reflete, por extensão, no próprio Direito do Trabalho. Como meio de superar essa crise, o autor trata de um novo conceito de greve e - para além da própria greve - da prática do boicote, que se articula com os valores e as tendências desses tempos pós-modernos. Mas todas essas alternativas de luta são desafiadoras e complexas: implicam a participação de novos atores e poderão afetar a própria estrutura da organização sindical. Besides, claims a new vision upon the law, considering the Brazilian Constitution.


Texto completo:

PDF

Referências


ALMOYNA, J. M. Dicionário de Espanhol-Português. Porto: Porto Editora, 1977

ANTUNES, Ricardo. A rebeldia no trabalho: o confronto operário no ABC paulista – as greves de 1968 a 1980. Campinas: Unicamp/Ensaio, 1988

BOFF, Leonardo. O Despertar da Águia, Petrópolis: Vozes, 1998.

BOUÈRE, Jean-Pierre. Le Droit de grève. Paris: Sirey, 1958

CARDOSO, Fernando Henrique. Capitalismo e escravidão no Brasil meridional: o negro na sociedade escravocrata do Rio Grande do Sul, Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1977.

CARDOSO, Ruth Correa et alii. As lutas sociais e a cidade. S. Paulo: Paz e Terra, 1991

CHICCI, Federico. Lavoro e capitale simbolico: una ricerca empirica sul lavoro operaio nella società post-fordista, FrancoAngeli, Milano, 2008,

COUTINHO, Aldacy Rachid. Poder punitivo trabalhista. São Paulo: LTr, 1999

DEL CASTILLO, Santiago Perez.Direito de Greve. S. Paulo: LTr, 1999, passim.

DELGADO, Maurício Godinho. O poder empregatício. São Paulo: LTr, 1996 Dicionário Oxford Escolar. Oxford: Oxford University Press, 2000

FERRI, F. Do concurso de agentes na suposta criminalidade animal. In: BOGEA, Antenor. Estudos de Direito e Processo Penal em Homenagem a Nelson Hungria, Rio de Janeiro: Forense, 1962.

FREUD, Sigmund. A psicopatologia da vida cotidiana: esquecimentos, lapsos de língua, atos descuidados, superstições e erros. Rio de Janeiro: Imago, 1976

GENRO, Tarso. Contribuição à crítica do Direito Coletivo do Trabalho. São Paulo: LTr, 1979

GIDE, Ch., et alii . Le droit de grève. Paris: F Alcan, 1909

GILLON, Étienne et alii. Petit Larousse. Paris: Librairie Larousse, 1960

HUNT, S. & SHERMAN, P. História do pensamento econômico. Petrópolis: Vozes, 1992.

LEITE, Márcia de Paula. O futuro do trabalho. São Paulo: Scritta, 1997.

LIPOVETSKY, Gilles. L´empire de l´éphèmére: la mode et son destin dans les sociétés modernes. Paris: Gallimard, 1987.

LUNA, Luiz. O negro na luta contra a escravidão, Brasília: MEC, 1976.

MELHADO, Reginaldo. Poder e sujeição. São Paulo: LTr, 2005. Novo Dicionário Barsa das Línguas Inglesa e Portuguesa, Nova Iorque: Appletown Century Crofts, 1972.

THOMPSON, E. P. A Formação da classe operária inglesa. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1997

VIANA, Márcio Túlio. Conflitos coletivos do trabalho. In: FRANCO FILHO, Georgenor (Org.) Presente e futuro das relações de trabalho. São Paulo: LTr, 2000

VIANA, Márcio Túlio. Direito de Resistência: possibilidades de autodefesa do empregado em face do empregador. São Paulo: LTr, 1996.

VIANNA, José de Segadas. Greve: direito ou violência? São Paulo: Companhia do Livro, 2005

ZINGARELLI, N. Lo Zingarelli Minore: Vocabolario della Lingua Italiana. Bolonha: Zanichelli, 1994.




DOI: http://dx.doi.org/10.35356/argumenta.v8i8.104

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2014 Revista Argumenta

 A Revista Argumenta está cadastrada nos diretórios e indexada nas bases que seguem:
DOAJ DRJILivre! Proquest EBSCO  DIADORIM IBICT LAINDEX

 

ARGUMENTA JOURNAL LAW

Programa de Pós-Graduação em Ciência Jurídica

E-mail : argumenta@uenp.edu.br
Telefone/fax 4335258953
Horário de atendimento de segunda-feira à sexta-feira 14 às 17h e das 19 às 23h e nos sábados das 08 até 12h
Endereço: Av. Manoel Ribas, 711 - 1º andar
Jacarezinho PR - 86400-000 - Brasil