O CONTROLE JURISDICIONAL DA CONVENCIONALIDADE DAS LEIS: O NOVO MODELO DE CONTROLE DA PRODUÇÃO NORMATIVA DOMÉSTICA SOB A ÓTICA DO “DIÁLOGO DAS FONTES”*

Valério de Oliveira MAZZUOLI

Resumo


Este artigo trata da possibilidade de se proceder à compatibilizaçã vertical das leis (ou dos atos normativos do Poder Público) não só tendo como parâmetro de controle a Constituição, mas também os tratados internacionais (notadamente os de direitos humanos, mas não só eles) ratificados pelo governo e em vigor no país.


Texto completo:

PDF

Referências


ALCALÁ, Humberto Nogueira. Reforma constitucional de 2005 y control de constitucionalidad de tratados internacionales. Estudios constitucionales. n. 1, año 5, s/e, s/d.

BANK, Roland. Tratados internacionales de derechos humanos bajo el ordenamiento jurídico alemán. Anuario de derecho constitucional latinoamericano. 10 año, t. II. Montevidéo: Konrad-Adenauer-Stiftung, 2004.

BARROSO, Luís Roberto. Constituição e tratados internacionais: alguns aspec-tos da relação entre direito internacional e direito interno. In: Menezes Direito, Carlos Alberto; Cançado Trindade, Antonio Augusto e Pereira, Antonio Celso Alves.

Novas perspectivas do direito internacional contemporâneo: estudos em home-nagem ao Professor Celso D. de Albuquerque Mello. Rio de Janeiro: Renovar, 2008.

BARROSO, Luís Roberto. O controle de constitucionalidade no direito brasilei-ro. 2. ed. rev. e atual. São Paulo: Saraiva, 2007.

BIDART CAMPOS, German J. Tratado elemental de derecho constitucional ar-gentino. (El derecho internacional de los derechos humanos y la reforma constitu-cional de 1994). Buenos Aires: Ediar, 1995.

BITTENCOURT, Carlos Alberto Lúcio. O controle jurisdicional da constitucio-nalidade das leis. 2. ed. Rio de Janeiro: Forense, 1968.

BOBBIO, Norberto. O positivismo jurídico: lições de filosofia do direito. Trad. Márcio Pugliesi; Edson Bini; Carlos E. Rodrigues. São Paulo: Ícone, s/d

CANTOR, Ernesto Rey. Controles de convencionalidad de las leyes. In: Mac-Gregor, Eduardo Ferrer e Lello de Larrea, Arturo Zaldívar (coords.). La ciencia del derecho procesal constitucional: estudios en homenaje a Héctor Fix-Zamudio en sus cincuenta años como investigador del derecho. México: Instituto de Investigaciones Jurídicas de la Unam/Marcial Pons, 2008.

CARNELUTTI, Francesco. Teoria geral do direito. Trad. de A. Rodrigues Queiró e Artur Anselmo de Castro. Rio de Janeiro: Âmbito Cultural, 2006.

Corte Interamericana de Direitos Humanos. Caso trabajadores cesados del congreso v. Peru, de 24.11.2006, voto apartado do Juiz Sergio García Ramírez, parágrafos 1-13.

DINIZ, Maria Helena. Lei de introdução ao Código Civil brasileiro interpretada. 13. ed. rev. e atual. São Paulo: Saraiva, 2007.

FERRAJOLI, Luigi. Derechos y garantías: la ley del más débil. Trad. Perfecto Andrés Ibáñez e Andrea Greppi. Madrid: Trotta, 1999.

FERRAZ JR., Tercio Sampaio. Introdução ao estudo do direito: técnica, decisão, dominação. 4. ed. rev. e ampl. São Paulo: Atlas, 2003.

FERREIRA FILHO, Manoel Gonçalves. Direitos humanos fundamentais. São Paulo: Saraiva, 1995.

GARCIA, Maria. Limites da ciência: a dignidade da pessoa humana, a ética da responsabilidade. São Paulo: Ed. RT, 2004.

GOMES, Luiz Flávio e Vigo, Rodolfo Luis. Do Estado de direito constitucional e transnacional: riscos e precauções (navegando pelas ondas evolutivas do Esta-do, do direito e da justiça). São Paulo: Premier Máxima, 2008.

GOMES, Luiz Flávio. Estado constitucional de direito e a nova pirâmide jurídi-ca. São Paulo: Premier Máxima, 2008.

GONZÁLEZ Perez, Jesus. La dignidad de la persona. Madrid: Civitas, 1986.

GOY, Raymond. La cour internationale de justice et les droits de l’homme. Bruxelles: Bruylant, 2002;

GROS ESPIELL, Hector. La Convention américaine et la Convention européenne des droit de l’homme: analyse comparative. Recueil des Cours, vol. 218 (1989-VI), p. 167-412; e FACCHIN, Roberto. L’interpretazione giudiziaria della Convenzione europea dei diritti dell’uomo. Padova: Cedam, 1990. Para um estudo do papel da União Euro-péia em matéria de direitos humanos, v. Rideau, Joel. Le rôle de l’Union européenne en matière de protection des droits de l’homme. Recueil des Cours, vol. 265 (1997).

HÄBERLE, Peter. La garantía del contenido esencial de los derechos fundamentales. Trad. Joaquín Brage Camazano. Madrid: Dykinson, 2003.

HENDERSON, Humberto. Los tratados internacionales de derechos humanos en el orden interno: la importancia del principio pro homine. Revista IIDH 39/92-96. San José: IIDH, 2004.

JAYME, Erik. Identité culturelle et intégration: le droit international privé postmoderne. Recueil des Cours, vol. 251, 1995.

KELSEN, Hans. Teoria pura do direito. 7. ed. Trad. João Baptista Machado. São Paulo: Martins Fontes, 2006.

LOPES, José Reinaldo de Lima. Da efetividade dos direitos econômicos, cultu-rais e sociais. Direitos humanos: visões contemporâneas. São Paulo: Associação juízes para a democracia, 2001.

MARQUES, Claudia Lima, Manual de direito do consumidor, 2. tir. (com Antô-nio Herman V. Benjamin e Leonardo Roscoe Bessa), São Paulo: RT, 2008.

MARQUES, Claudia Lima. Superação das antinomias pelo diálogo das fontes: o modelo de coexistência entre o Código de Defesa do Consumidor e o Código Civil de 2002, Revista de Direito do Consumidor, n. 51, São Paulo: RT, 2004.

MAZZUOLI, Valerio de Oliveira, Eficácia e aplicabilidade dos tratados em maté-ria tributária no direito brasileiro. RF 390/583-590, ano 103. Rio de Janeiro: 2007..

MAZZUOLI, Valerio de Oliveira. Comentários à Convenção Americana sobre Direitos Humanos – Pacto de San José da Costa Rica (com Luiz Flávio Gomes).

São Paulo: Ed. RT, 2008, p. 239-296; e Marguenaud, Jean-Pierre. La cour européenne des droits de l’homme. 3. ed. Paris: Dalloz, 2005.

MAZZUOLI, Valerio de Oliveira. Curso de direito internacional público. 3. ed. rev., atual. e ampl. São Paulo: Ed. RT, 2009.

MAZZUOLI, Valerio de Oliveira. O controle jurisdicional da convencionalidade das leis, 2ª ed. rev., atual. e ampl. (Coleção “Direito e Ciências Afins”, vol. 4). São Paulo: RT, 2011; e Mazzuoli, Valerio de Oliveira. Direito dos tratados. São Paulo:

RT, 2011, p. 405-414

MAZZUOLI, Valerio de Oliveira. O novo § 3.º do art. 5.º da Constituição e sua eficácia. RF 378/89-109, ano 101. Rio de Janeiro: Forense, 2005.

MENDES, Gilmar Ferreira. Jurisdição constitucional: o controle abstrato de nor-mas no Brasil e na Alemanha. 5. ed. São Paulo: Saraiva, 2005.

BONIFÁCIO, Artur Cortez. O direito constitucional internacional e a proteção dos direitos fundamentais. São Paulo: Método, 2008.

PEREIRA, André Gonçalves e Quadros, Fausto de. Manual de direito internacio-nal público. 3. ed. rev., e aum. (reimpressão). Coimbra: Almedina, 2001.

RAMOS, André de Carvalho. Responsabilidade internacional por violação de direitos humanos: seus elementos, a reparação devida e sanções possíveis. Rio de Janeiro: Renovar, 2004.

ROSS, Alf. Direito e justiça. Trad. Edson Bini. Bauru: Edipro, 2000

SARLET, Ingo Wolfgang. A eficácia dos direitos fundamentais. 6. ed. rev. atual. e ampl. Porto Alegre: Livraria do Advogado, 2006.

SCHNAID, David. Filosofia do direito e interpretação. 2. ed. rev. e atual. São Paulo: Ed. RT, 2004, p. 62-63.

Silva Irarrazaval, Luis Alejandro. El control de constitucionalidad de los actos administrativos en Francia y el control indirecto de constitucionalidad de la ley: la teoría de la ley pantalla. Ius et Praxis, vol. 12, n. 2, 2006.

SILVA, José Afonso da. Comentário contextual à Constituição, cit., p. 179; e idem, Curso de direito constitucional positivo, cit., p. 183.

SILVA, José Afonso da. Comentário contextual à Constituição. 2. ed. São Paulo: Malheiros, 2006, p. 179. Cf. repetição da mesma lição em Silva, José Afonso da. Curso de direito constitucional positivo, cit., p. 183.

SILVA, José Afonso da. Curso de direito constitucional positivo. 26. ed. rev. e atual. São Paulo: Malheiros, 2006.

TELLES JÚNIOR, Goffredo. Iniciação na ciência do direito. São Paulo: Saraiva, 2001.

TIGROUDJA, Hélène. La cour interaméricaine des droits de l’homme: analyse de la jurisprudence consultative et contentieuse. Bruxelles: Bruylant, 2003;

V. MAZZUOLI, Valerio de Oliveira. O controle de convencionalidade das leis. Revista jurídica consulex. 290, ano 8. São Paulo, 2009.

VIGNALI, Heber Arbuet e Arrighi, Jean Michel. Os vínculos entre o direito inter-nacional público e os sistemas internos. Revista de informação legislativa 115, ano 29. Brasília: Senado Federal, 1992.

WEIS, Carlos. Direitos humanos contemporâneos. São Paulo: Malheiros, 1999.




DOI: http://dx.doi.org/10.35356/argumenta.v15i15.200

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2014 Revista Argumenta

 A Revista Argumenta está cadastrada nos diretórios e indexada nas bases que seguem:
DOAJ DRJILivre! Proquest EBSCO  DIADORIM IBICT LAINDEX

 

ARGUMENTA JOURNAL LAW

Programa de Pós-Graduação em Ciência Jurídica

E-mail : argumenta@uenp.edu.br
Telefone/fax 4335258953
Horário de atendimento de segunda-feira à sexta-feira 14 às 17h e das 19 às 23h e nos sábados das 08 até 12h
Endereço: Av. Manoel Ribas, 711 - 1º andar
Jacarezinho PR - 86400-000 - Brasil