APONTAMENTOS SOBRE OS PRODUTOS EDUCACIONAIS QUE ABORDAM A RESOLUÇÃO DE PROBLEMAS NOS ANOS INICIAIS

Viviane Barbosa de Souza Huf, Samuel Francisco Huf, Nilcéia Aparecida Maciel Pinheiro

Resumo


Este artigo objetiva apresentar considerações quanto aos produtos educacionais que abordam a resolução de problemas nos Anos Iniciais do Ensino Fundamental, desenvolvidos nos mestrados profissionais na área de Ensino de Ciência e Matemática no estado do Paraná. Nesse sentido as questões norteadoras são: Quais perspectivas de resolução de problemas são abordadas? Como se constituem esses produtos quanto à linguagem adotada? Apresentam potencial para replicação em sala de aula? Com vistas às questões realiza-se uma pesquisa bibliográfica com abordagem qualitativa, a partir de produtos educacionais disponibilizados nas plataformas das Universidades pesquisadas. Os resultados apontam carência de trabalhos no escopo pesquisado, evidenciando um campo aberto para novas pesquisas na área. Apenas um produto educacional aborda a resolução de problemas nos Anos Iniciais, com pressupostos teóricos fundamentados em Dante, com linguagem clara e se mostrou com potencial para replicação.

 


Texto completo:

PDF

Referências


BOGDAN, R; BIKLEN, S. Investigação qualitativa em educação: uma introdução à teoria e aos métodos. Porto editora, 1994.

BRASIL. Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Portaria nº 80, de 16 dezembro de 1998. Dispõe sobre o reconhecimento dos mestrados profissionais e dá outras providências. Diário Oficial [da] República Federativa do Brasil, Brasília, DF, 11 jan. 1999. Seção I, p. 14.

______. Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Portaria nº389, de 27 de março de 2017. Dispõe sobre o mestrado e doutorado profissional no âmbito da pós-graduação Stricto Sensu. Diário Oficial [da] República Federativa do Brasil.

______. Ministério da Educação. Portaria Normativa nº17, de 28 de dezembro de 2009b. Dispõe sobre o mestrado profissional no âmbito da Fundação Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior–CAPES. Diário Oficial [da] República Federativa do Brasil, Brasília, DF, n. 248, 29 dez. 2009. Seção I, p. 20

______. Ministério da Educação. Portaria normativa nº7, de 22 de junho de 2009a. Dispõe sobre o mestrado profissional no âmbito da Fundação Coordenação de Aperfeiçoamento, de Pessoal de Nível Superior-CAPES. Diário Oficial [da] República Federativa do Brasil, Brasília, DF,23 jun. 2009. Seção I, p. 31

______. Ministério da Educação. Secretaria de Educação Fundamental. Parâmetros Curriculares Nacionais: Matemática. Brasília, 1998.

CAPES. Considerações sobre classificação de produção técnica-educacional. Brasília: MEC/CAPES, 2016. Disponível em: Acesso em: 04/06/2020.

______. Cursos Avaliados e Reconhecidos. Brasília: MEC/CAPES, 2018. CAPES. Documento de área 2013. Brasília: CAPES, 2013. Disponível em: Acesso em: 04/06/2020.

______. Mestrado profissional: o que é?. Brasília: MEC/CAPES, 2014, 2018. Disponível em: Acesso em: 04/06/2020.

______. Plataforma Sucupira. Brasília: MEC/CAPES, 2016. Disponível em: Acesso em: 04/06/2020.

CAVALCANTI, C. Diferentes formas de resolver problemas. In: SMOLE, K. S.; DINIZ, M. I. (Orgs.). Ler, escrever e resolver problemas: Habilidades básicas para aprender matemática. Porto Alegre: Artmed, 2001.

DANTE, L. R; Formulação e Resolução de problemas de Matemática: Teoria e prática. São Paulo: Ática, 1ª ed. 2011.

FONTEQUE, V. B. A criatividade na formulação de problemas de alunos do ensino fundamental I e II: um olhar metodológico em sala de aula. 2019a. Dissertação de Mestrado. Universidade Tecnológica Federal do Paraná.

______. Formulando e resolvendo problemas de matemática: uma proposta de trabalho para o ensino fundamental i e ii. 2019b. Produto educacional. Universidade Tecnológica Federal do Paraná.

GIL, A. C. Métodos e técnicas de pesquisa social. 2ª Ed. São Paulo: Atlas, 1989.

GONÇALVES, C. É. L. C. et al. (Alguns) desafios para os Produtos Educacionais nos Mestrados Profissionais nas áreas de Ensino e Educação. Revista de Estudos e Pesquisas sobre Ensino Tecnológico (EDUCITEC), v. 5, n. 10, 2019.

GONTIJO, C. H. Estratégias para o desenvolvimento da criatividade em matemática. Linhas Críticas, v. 12, n. 23, 2006.

HUF. S. F. BURAK. D. Modelagem na Educação Matemática no 9º ano do Ensino Fundamental: Uma Perspectiva Para o Ensino e a Aprendizagem. 2016. Dissertação de Mestrado. Universidade Estadual do Centro Oeste do Paraná.

LIBÂNEO, J. C. O Ensino da Didática, das Metodologias Específicas e dos Conteúdos Específicos do Ensino Fundamental nos Currículos dos Cursos de Pedagogia. Revista Brasileira de Estudos Pedagógicos, Brasília, v. 91, n. 229, p. 562-583, 2010.

MOURA, A. R. L. Conhecimento matemático de professores polivalentes. Revista de Educação PUC-Campinas, n. 18, 2012.

ONUCHIC, L. De La R.; ALLEVATO, N. S. G. Pesquisa em Resolução de Problemas: caminhos, avanços e novas perspectivas. Bolema-Mathematics Education Bulletin, p. 73-98, 2011.

ORTEGA, E. M. V.; SANTOS, V. M. A relação dos alunos do curso de pedagogia com o conhecimento matemático e seu ensino: um estudo longitudinal. Holos, v. 2, p. 207-224, 2018.

POLYA, G.; A arte de resolver problemas, Tradução: Heitor Lisboa de Araújo. Rio de Janeiro: Interciência, 2006.

RIZZON, B. M. et al. Conhecimento do conteúdo de sequências numéricas: uma pesquisa com professores em formação inicial ou continuada. Revista Ciências & Ideias ISSN: 2176-1477, v. 8, n. 2, p. 1-15, 2018.

SILVA, K. A. P.; VERTUAN, R. E. Um estudo sobre as intervenções docentes em contextos de atividades investigativas no âmbito de aulas de Matemática do Ensino Superior. Ciênc. Educ., Bauru, v. 24, n. 2, p. 501-516, 2018.

TELLES, J. A. “É pesquisa, é? Ah, não quero, não, bem!” Sobre pesquisa acadêmica e sua relação com a prática do professor de línguas. Revista Linguagem & Ensino, v. 5, n. 2, p. 91-116, 2012.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


A Revista REPPE está cadastrada nos diretórios e indexada nas bases que seguem: 
DOAJ DIADORIM  Google Acadêmico    Latindex Sumarios

Licença Creative Commons
Revista Reppe está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.
Baseado no trabalho disponível em http://uenp.edu.br/reppe

 

Revista de Produtos Educacionais e Pesquisas em Ensino - REPPE - ISSN: 2526-9542