O DIREITO COMO UM PROCESSO EMANCIPATÓRIO: A EPISTEMOLOGIA DIALÉTICA NO BRASIL

Leilane Serratine Grubba, Horácio Wanderlei Rodrigues

Resumo


Este artigo tem por objeto a epistemologia dialética e objetiva
investigar o que é Direito no pensamento de Lyra Filho, assim como se essa concepção de epistemologia pode contribuir para o progresso da ciência do direito. Este artigo centrou-se na análise do método dialético, do qual partiu Lyra Filho para a construção de sua metodologia dialética de compreensão do direito brasileiro. Sequencialmente, foi analisada a dialética na forma proposta por Lyra Filho. Por fim, investigou-se o que é o direito para esse pensador, em seu método dialético, e se essa concepção pode contribuir para o progresso da dimensão científica dessa área do conhecimento.

Palavras-chave


Juridical Knowledge. Juridical Metodology. Science of Law. Dialectic. Lyra Filho.

Texto completo:

PDF

Referências


CHAUÍ, Marilena. Convite à filosofia. 13. ed. São Paulo: Ática, 2009.

______. Roberto Lyra Filho ou da dignidade política do Direito. Direito e Avesso, Brasília, Nair, I(2): 21-30, jul./dez. 1982.

CIRNE-LIMA, Carlos. Dialética para principiantes. 3. ed. São Leopoldo: Editora Unisinos, 2005.

CLÈVE, Clèmerson Merlin. O Direito e os direitos. São Paulo, Acadêmica; Curitiba, Scientia et Labor; 1988.

FAORO, Raymundo. O que é Direito, segundo Roberto Lyra Filho. Direito e Avesso, Brasília, Nair, I(2):31-5, jul./dez. 1982.

GREGORI, Waldemar de. Cibernética social I – um método interdisciplinar das ciências sociais e humanas. São Paulo: Pancast, 1994.

HEGEL, Georg Wilhelm Friedrich. Os pensadores. Estética: a ideia de o ideal. São Paulo: Nova Cultural, 2000.

______. Fenomenologia do espírito. São Paulo: Nova Cultural, 2000. (Os pensadores).

______. Princípios da Filosofia do Direito. Vitorino. São Paulo: Martins Fontes, 1997.

LYRA FILHO, Roberto. O Direito que se ensina errado. Brasília: Centro Acadêmico de Direito da UnB, 1980.

______. Problemas atuais do ensino jurídico. Brasília, Obreira, 1981a.

______. Razões de defesa do Direito. Brasília, Obreira, 1981b.

______. O que é Direito? 2. ed. São Paulo, Brasiliense, 1982.

______. Pesquisa em que Direito? Brasília, Nair, 1984a.

______. Por que estudar Direito, hoje? Brasília, Nair, 1984b.

MARX, Karl; ENGELS, Friedrich. A ideologia alemã: Feuerbach – a contraposição entre a cosmovisões materialista e idealista. 3. ed. Tradução de Frank Müller. São Paulo: Martin Claret, 2008.

MIAILLE, Michel. Uma introdução crítica ao direito. Lisboa: Moraes, 1979.

POPPER, Karl. A miséria do historicismo. Tradução de Octany S. da Mota e Leônidas Hegenberg. São Paulo: Cultrix; Editora da Universidade de São Paulo, 1980.

______. O racionalismo crítico na política. Tradução de Maria da Conceição Côrte- Real. Brasília: Editora Universidade de Brasília, 1981.

______. O mito do contexto: em defesa da ciência e da racionalidade. Tradução de Paula Taipas. Lisboa: Edições 70, 2009.

RODRIGUES, Horácio Wanderlei. O ensino jurídico de graduação no Brasil contemporâneo: análise e perspectivas a partir da proposta alternativa de Roberto Lyra Filho. Florianópolis, CPGD/UFSC, 1987. (Dissertação de mestrado).

______. Ensino jurídico: saber e poder. São Paulo: Acadêmica, 1988.

______. Ensino jurídico e direito alternativo. São Paulo: Acadêmica, 1993.

______. Roberto Lyra Filho: a importância de sua obra na história do Ensino do Direito Brasileiro. In: CARLINI, Angélica; CERQUEIRA, Daniel Torres de; ALMEIDA FILHO, José Carlos de Araújo. (Org.). 180 anos do Ensino Jurídico no Brasil. Campinas: Millennium, 2008. p. 129-168.

______. O racionalismo crítico de Karl Popper e a Ciência do Direito. In: XIX Congresso Nacional de Pesquisa e Pós-Graduação em Direito, Florianópolis, 2010. Anais... Florianópolis: CONPEDI, 2010. p. 7977-7991. Disponível em: http:// www.conpedi.org.br/manaus/arquivos/anais/florianopolis/Integra.pdf

SANT’ANNA, Sílvio L. A cosmovisão dialético-materialista da história. In.

MARX, Karl; ENGELS, Friedrich. A ideologia alemã: Feuerbach – a contraposição entre a cosmovisões materialista e idealista. 3. ed. Tradução de Frank Müller. São Paulo: Martin Claret, 2008.

SICHIROLLO, Livio. Dialéctica. Tradução de Lemos de Azevedo. Lisboa: Presença, 1973.

WOLKMER, Antônio Carlos. Introdução ao pensamento jurídico crítico. São Paulo: Acadêmica, 1991.




DOI: http://dx.doi.org/10.35356/argumenta.v0i18.284

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2014 Revista Argumenta

 A Revista Argumenta está cadastrada nos diretórios e indexada nas bases que seguem:
DOAJ DRJILivre! Proquest EBSCO  DIADORIM IBICT LAINDEX

 

ARGUMENTA JOURNAL LAW

Programa de Pós-Graduação em Ciência Jurídica

E-mail : argumenta@uenp.edu.br
Telefone/fax 4335258953
Horário de atendimento de segunda-feira à sexta-feira 14 às 17h e das 19 às 23h e nos sábados das 08 até 12h
Endereço: Av. Manoel Ribas, 711 - 1º andar
Jacarezinho PR - 86400-000 - Brasil