VONTADE GERAL ROUSSEAUNIANA E DEMOCRACIA: UMA INTERLOCUÇÃO (AINDA) NECESSÁRIA

LEANDRO GARCIA ALGARTE ASSUNÇÃO

Resumo


RESUMO: O artigo objetiva demonstrar a atualidade e a importância dos temas trabalhados por Jean-Jacques Rousseau em sua obra Contrato Social, com especial ênfase para a questão da “vontade geral”, e sua relevância, nos dias atuais, especialmente para a definição dos chamados “regimes democráticos” e suas bases fundantes, tais como democracia, representatividade democrática, bem comum e legitimidade das decisões políticas em um ambiente democrático, procurando respostas aos questionamentos sobre se a “vontade geral” é mesmo o eco uníssono das manifestações de um conjunto de indivíduos que formam uma nação, ou o resultado do apuramento de discussões até o alcance de uma determinada deliberação unânime, ou se é coisa diversa, bem assim se a “vontade geral” seria, ou não, imprescindível para a vida em comunidade, especialmente no âmbito de regimes ditos democráticos.


Palavras-chave


Jean-Jacques Rousseau; Vontade Geral; Bem Comum; Democracia; Direito

Texto completo:

PDF

Referências


ALBUQUERQUE, Paulo Antonio de Menezes; LIMA, Martonio Mont’Alverne Barreto (Orgs.). Democracia, direito e política: estudos internacionais em homenagem a Friedrich Müller. Florianópolis: Conceito, 2006.

ALEXY, Robert. Conceito e validade do direito. Tradução de Gercélia Batista de Oliveira Mendes. São Paulo: WMF Martins Fontes, 2009.

ARENDT, Hannah. Responsabilidade e julgamento. 3ª reimp. Tradução de Rosaura Eichenberg. São Paulo: Companhia das Letras, 2004.

BONAVIDES, Paulo. Curso de direito constitucional. São Paulo: Malheiros, 2009.

BONAVIDES, Paulo. Constituinte e constituição. 3. ed. São Paulo: Malheiros, 2010.

DAHL, Robert A. Poliarquia: participação e oposição. Tradução de Celso Mauro Paciornik. São Paulo: Ed. USP, 2005.

ELSTER, Jon. Ulisses liberto: estudos sobre racionalidade, pré-compromisso e restrições. Tradução de Cláudia Sant’Ana Martins. São Paulo: Ed. UNESP, 2009.

FELDENS, Guilherme de Oliveira. O consenso original em John Rawls: um idela moral para uma sociedade democrática. Cadernos de Ética e Filosofia Política da Universidade de São Paulo, São Paulo, n. 17, p. 57-78, 2/2010. Disponível em: . Acesso em: 15 de maio de 2012.

GARGARELLA, Roberto. As teorias da justiça depois de Rawls: um breve manual de filosofia política. Tradução de Alonso Reis Freire. São Paulo: Martins Fontes, 2008.

GOYARD-FABRE, Simone. O que é democracia?: a genealogia filosófica de uma grande aventura humana. Tradução de Cláudia Berliner. São Paulo: Martins Fontes, 2003.

HESPANHA, António Manuel. O caleidoscópio do direito: o direito e a justiça nos dias e no mundo de hoje. 2. ed. Coimbra: Almedina, 2009.

LÉVY, Pierre. Ciberdemocracia. Tradução de Alexandre Emilio. Lisboa: Piaget, 2002.

LIJPHART, Arend. Modelos de democracia: desempenho e padrões de governo em 36 países. Tradução de Roberto Franco. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2003.

MARQUES, José Oscar de Almeida. A questão da liberdade na filosofia política de Jean-Jacques Rousseau. Texto apresentado no II Seminário Farias Brito, realizado pelo Centro de Filosofia Brasileira e o Programa de Pós-Graduação em Filosofia do IFCS-UFRJ, realizado em 23 e 24 de setembro de 2008. Disponível em: . Acesso em: 10 de agosto de 2013.

MORRIS, Clarence (Org.). Os grandes filósofos do direito. Tradução de Reinaldo Guarany. São Paulo: Martins Fontes, 2002.

MÜLLER, Friedrich. Quem é o povo?: a questão fundamental da democracia. 5. ed. São Paulo: Revista dos Tribunais, 2010.

NASCIMENTO, Milton Meira do. Os clássicos da política. Organizador Francisco C. Weffort. 14. ed. São Paulo: Ática, 2006. v. 1.

PINTO, Márcia Regina. A noção de vontade geral e seu papel no pensamento político de Jean-Jacques Rousseau. Cadernos de Ética e Filosofia Política da Universidade de São Paulo, São Paulo, n. 7, p. 83-97, 2005. Disponível em: . Acesso em: 15 de maio de 2012.

PRZEWORSKI, Adam. Estado e economia no capitalismo. Tradução de Argelina Cheibub Figueiredo e Pedro Paulo Zahluth Bastos. Rio de Janeiro: Relume-Dumará, 1995.

RAWLS, John. A theory of justice. Cambridge: Harvard University Press, 1971.

RAWLS, John. Justiça e democracia. Tradução de Irene A. Paternot. São Paulo: Martins Fontes, 2002.

REIS, Cláudio Araújo. Vontade geral e decisão coletiva em Rousseau. Disponível em: . Acesso em: 15 de maio de 2012.

ROUSSEAU, Jean-Jacques. Do contrato social. Tradução de Lourdes Santos Machado. São Paulo: Nova Cultural, 1999.

SANDEL, Michael J. Justiça: o que é fazer a coisa certa. 5. ed. Tradução de Heloísa Matias e Maria Alice Máximo. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2012.

TOURAINE, Alain. O que é a democracia? 2. ed. Tradução de Guilherme João de Freitas Teixeira. Petrópolis: Vozes, 1996.




DOI: http://dx.doi.org/10.35356/argumenta.v0i19.302

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2014 Revista Argumenta

 A Revista Argumenta está cadastrada nos diretórios e indexada nas bases que seguem:
DOAJ DRJILivre! Proquest EBSCO  DIADORIM IBICT LAINDEX

 

ARGUMENTA JOURNAL LAW

Programa de Pós-Graduação em Ciência Jurídica

E-mail : argumenta@uenp.edu.br
Telefone/fax 4335258953
Horário de atendimento de segunda-feira à sexta-feira 14 às 17h e das 19 às 23h e nos sábados das 08 até 12h
Endereço: Av. Manoel Ribas, 711 - 1º andar
Jacarezinho PR - 86400-000 - Brasil